Ericsson lança programa de aprendizagem digital para estudantes

2020-05-18 Em resposta à forma como a pandemia global afetou negativamente a educação e a aprendizagem, a Ericsson juntou-se à Coligação Mundial para a Educação, promovida pela UNESCO. Assim, lançou o Ericsson Educate, um programa digital que fornece conteúdos de aprendizagem online focado na melhoria das competências digitais de estudantes em escolas secundárias e universidades.

Agora, mais do que nunca, estar ligado digitalmente é essencial para manter um sentido de normalidade, enquanto as circunstâncias atuais se mantiverem. A educação é um setor fundamental que está a ser particularmente afetado pela pandemia global, tendo em conta que há cerca de 1,2 mil milhões de estudantes e jovens em todo o mundo que não podem frequentar as instituições de ensino tradicionais. Esta situação criou uma procura enorme de programas educativos abrangentes online, tanto para governos como para instituições de ensino.

Dada a influência negativa sem precedentes sobre a educação e a aprendizagem, a Ericsson juntou-se à Coligação Mundial para a Educação da UNESCO, em resposta ao COVID-19, criando uma parceria com organizações de alinhamento semelhante para assegurar que a pandemia global não se torna um obstáculo à aprendizagem e ao ensino. Assim, a 13 de maio, a UNESCO e a Ericsson lançaram um novo portal para ensinar inteligência artificial (IA) a crianças.

O principal contributo da empresa para este esforço foi o lançamento da mais recente iniciativa Connect To Learn, o Ericsson Educate, que é um programa de aprendizagem digital capaz de trazer vantagens a estudantes de todo o mundo que estão, atualmente, em desvantagem devido aos confinamentos e à quarentena em casa. O programa inclui diferentes percursos de aprendizagem, personalizados de acordo com as necessidades educativas e o nível de maturidade do público-alvo. Além disso, é possível aceder ao Ericsson Educate sem quaisquer custos a partir de portais na Internet criados especificamente pela Ericsson.

"A situação pandémica atual afetou a eficácia da aprendizagem dos estudantes a nível global, como nunca ocorreu antes. Sem as escolas, os amigos e o contacto direto com os professores, o estudo à distância traz a sua quota-parte de desafios para os alunos. A situação é particularmente difícil também para os professores, que têm de se adaptar às novas condições e repensar a sua abordagem ao ensino, com uma formação que é diminuta ou inadequada no que respeita à transição para as aulas à distância e à gestão da sala de aulas virtual. A necessidade que se impõe passa por sistemas digitais de aprendizagem inclusivos, dimensionáveis e fáceis de utilizar, que proporcionem o acesso a conteúdos educativos de qualidade, simultaneamente informativos e interessantes", refere Zohra Yermeche, diretora do programa Connect To Learn da Ericsson.

O Ericsson Educate possibilita oportunidades de aprendizagem inclusiva aos estudantes, de forma a ajudá-los a ultrapassar este período de disrupção súbita e inédita. A aprendizagem torna-se mais interessante com um plano de estudos abrangente que estimula a melhoria das competências digitais dos estudantes em escolas secundárias e universidades. Ao mesmo tempo, fornecem-se aos professores as ferramentas necessárias para uma transição eficaz para um meio mais virtual de ensino e acessibilidade.

O portal de competências digitais desenvolvido pela Ericsson inclui cursos sobre redes de 5G, IoT, ciência de dados, automação, inteligência artificial e aprendizagem automática. Por sua vez, o plano de estudos pretende fortalecer as competências de TIC dos estudantes universitários, de forma a aumentar a sua preparação para empregos nos setores das TIC e das telecomunicações em geral.

O Teaching AI é outro programa de aprendizagem desenvolvido pela Ericsson em parceria com a UNESCO, que inclui um portal de competências de inteligência artificial (IA) gratuito e multilingue. O acesso ao mesmo é global para pais e professores, permitindo-lhes apoiar crianças e estudantes em ambientes de aprendizagem em casa para saberem mais sobre a IA.

Papel dos governos, empresas e cidadãos também é fundamental


Three Sweden arranca em junho e Telenor até final do ano


Rival Vodafone quer alcançar cobertura de 10 milhões de pessoas


No seu processo de digitalização e reajustamento à nova realidade


Consumidores vão manter por mais tempo dispositivos atuais


Entre as prioridades estão o digital e a economia verde


Defendendo implementação já no verão


Tem ainda processos a correr da Amazon, Apple e Facebook


Para proporcionar plataforma omnicanal inovadora para uma experiência bancária superior