Huawei cresce apesar das pressões dos Estados Unidos

2019-04-23 A pressão dos Estados Unidos para os vários países, com destaque para os europeus, deixarem de contratar a Huawei como fornecedor de 5G por alegados problemas de segurança parecem não estar a ter grande impacto na gigante chinesa. No primeiro trimestre do ano, viu as receitas subirem 39% em relação ao ano anterior, para 179,9 bilhões de yuan (26,8 mil milhões de dólares.

Entre janeiro e março, a Huawei vendeu 59 milhões de smartphones e se o crescimento de mantiver a este ritmo, chegará ao final de 2019 com mais 30 milhões de unidades vendidas face aos números de 2018. São resultados de revelam que a empresa continua a crescer significativamente, e ainda mais que no ano passado, mesmo com as crescentes pressões de Washington para se excluir a Huawei na construção de infraestruturas para redes 5G em todo o mundo.

Se a Austrália, Nova Zelândia e Japão já aderiram aos apelos e restringiram a participação da Huawei, o mesmo não está a acontecer na Europa. O grupo chinês fez saber que tem já garantidos 40 contratos com operadores em todo o mundo para desenvolver redes 5G, sendo que mais de metade são da Europa.

Com o foco “nas infraestruturas para tecnologias de informação e comunicação e em dispositivos inteligentes”, a Huawei adiantou ainda que crescer os lucros em 8% no trimestre, sem detalhar o valor. E antecipa que terá um crescimento de pelo menos 10% nas vendas para operadores de telecomunicações e internet, à medida que as redes 5G vão ganhando peso.  Até agora, já vendeu 70 mil estações base para 5G em todo o mundo e que espera que 6,5 milhões de estações sejam implantadas em todo o mundo, até 2025, abrangendo 2,8 mil milhões de pessoas. Só na Coreia do Sul, já forneceu mais de 53 mil estações base.

No ano passado, a fabricante investiu 14% das vendas em investigação e desenvolvimento. Segundo dados da CE, em valores absolutos de investimento foi o 5º grupo que mais investiu, a seguir à Samsung, Alphabet, Volkswagen e Microsoft.
 

2019-05-17 | Atualidade Nacional

Lucros do regulador sobem 21% e receitas 4%


2019-05-14 | Atualidade Nacional

Empresa aposta em software móvel para oferta de emprego junto dos médicos


Apesar de serem concorrentes em vários negócios


Reiterando posições já tomadas


2019-05-17 | Breves do Sector

Maior encontro profissional de transformação digital decorre em Madrid