5G torna crucial que operadores apostem na gestão inteligente dos seus ativos

2020-09-16 Por Nelson Pereira, responsável de Telco e Media da Minsait em Portugal


Os operadores de telecomunicações estão no centro da economia digital, com as novas tecnologias como o 5G a posicionarem-se como as impulsionadoras de uma transformação digital em todas as indústrias. A nova geração móvel vem mudar o status quo da conectividade e os players envolvidos devem recorrer às melhores ferramentas. Numa era digital, também a gestão dos ativos tem de ser inteligente.

Esta nova era de conectividade, traz consigo uma crescente necessidade de investimento em infraestruturas por parte dos operadores de telecomunicações, que coloca desafios e está a levar os operadores a procurar soluções para identificar novas fontes de receita e redução de custos. A gestão dos próprios ativos e operações emerge como um ponto crucial na melhoria da eficiência das operações.

Os sites de telecomunicações, também chamadas estações base, são o centro nevrálgico da atividade de um operador. Geralmente, estão localizados nos telhados dos edifícios ou em terrenos, e abrigam torres com antenas para a troca de sinais de rede móvel, bem como o equipamento de comunicação necessário para seu processamento e transmissão e toda a infraestrutura que fornece suporte: baterias, aparelhos de ar condicionado, painéis de energia, grupos geradores, etc.

Estima-se que existam mais de 4 milhões de sites em todo o mundo, com um OPEX (despesa operacional) anual por site de cerca de 30 mil euros (incluindo mão de obra, reparações, instrumentos, veículos, suprimentos e energia). Além disso, com o surgimento do 5G, prevê-se que o número de sites de telecomunicações aumente entre 4 e 7 vezes mais, principalmente devido ao uso de altas frequências com menor cobertura.

É, portanto, um negócio de volume em que pequenas melhorias de eficiência podem ser muito relevantes. Segundo o TowerXChange (TowerXChange Europe Dossier 2017) espera-se um potencial até 30% da redução dos custos operacionais por otimização.

Com foco na otimização de operações e manutenção do local, a Minsait, uma empresa da Indra, lançou recentemente a solução Onesait Telecom Assets, uma plataforma modular que sistematiza o end-to-end do processo de manutenção, proporcionando uma visão 360º da gestão de tarefas preventivas e corretivas e que, além disso, permite desenvolver capacidades preditivas por meio da medição dos principais indicadores de negócios e operação.

No mundo das telecomunicações, a solução da Minsait foi projetada para oferecer suporte a operadores móveis, TowerCos e empresas de field-service. A solução modular Onesait Telecom Assets, fornece, no seu conjunto, uma visão integral do processo de manutenção, assim como responde individualmente a necessidades concretas do negócio: gestão de inventário técnico e de recursos, business analytics, gestão de parceiros, gestão de documentos e gestão de troubleticketing.

Alguns desses módulos estão em operação nas operações de Telco Tier-1 na Europa e na América, com impactos de vários milhares de euros de poupança por ano. Por exemplo, facilitando a boa gestão de materiais (controlo de stock disponível, prevenção de roubos, substituição de equipamentos), otimização das atribuições e rotas para os técnicos, realização de análises de causa-raiz para identificar as equipas com mais falhas (por área geográfica, fabricante etc); além de calcular o pagamento fixo e variável do trabalho realizado pelas empresas subcontratadas, com base nos contratos de nível de serviço (SLAs) definidos.

Por fim, a solução da Minsait disponibiliza uma aplicação de mobilidade aos técnicos que possibilita o acesso através dos seus tablets ou telemóveis, permitindo a conclusão das ordens de serviço e atualização online do inventário no local.

O 5G vem mudar todo o status quo da conectividade. Os players envolvidos devem recorrer às melhores ferramentas para agilizar um trabalho que na gestão de sites será novidade com a quinta geração. Numa era digital, também a gestão dos ativos tem de ser inteligente.




2020-10-21 | Atualidade Nacional

Envolvendo várias empresas e entidades


2020-10-20 | Atualidade Nacional

Considerando que regulador desconsiderou impactos da pandemia


2020-10-20 | Atualidade Nacional

Miguel Almeida diz que regras do leilão de 5G condenam setor “à idade das trevas”


2020-10-19 | Atualidade Nacional

Serviço abrange os três operadores com infraestrutura própria


2020-10-19 | Atualidade Nacional

Documento final deverá ser anunciado em breve


2020-10-16 | Atualidade Nacional

Por fortes índicios de mudança não autorizada de domínio sobre a MC


2020-10-16 | Atualidade Nacional

Vodafone e Altice ameaçam mesmo não concretizar investimentos em Portugal