Altice faz demonstração de 5G com operação de socorro em tempo real

2019-09-12 A Altice Portugal, através da Altice Labs, realizou uma nova demonstração da tecnologia 5G e das suas potencialidades, como a menor latência, maior largura de bandfa e maiores velocidades de deslocação dos utilizadores. Em Aveiro, fez um simulacro de um acidente de viação, em que as equipas de socorro – forças de segurança, bombeiros e pessoal de emergência médica – usaram comunicações 5G para suporte da sua intervenção no terreno.

Esta demonstração foi feita com recurso a uma rede experimental instalada em Aveiro, com o operador a garantir ter dado”mais um passo na afirmação da sua liderança no caminho para o 5G”. No simulacro estiveram envolvidos a Câmara Municipal de Aveiro, a Polícia de Segurança Pública, as duas corporações de Bombeiros Voluntários de Aveiro, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga e o Centro de Saúde Militar de Coimbra.

O objetivo da demonstração foi mostrar como se poderá – no futuro e com o 5G – aumentar a eficácia em situações reais, neste caso do socorro, através da utilização de vários equipamentos que fornecem imagens do local do acidente, com recurso a um drone, bem como informação vital dos sinistrados em tempo real, graças à baixa latência, débito superior e novas funcionalidades de rede 5G. Desta forma, a resposta das autoridades e entidades tende a deixar de ser standardizada, adaptando-se ao caso concreto, aumentando a sua eficiência e eficácia, podendo ser determinante no salvamento de vidas.

Em colaboração com a Ericsson, que configurou uma rede 5G E2E, a Altice Labs criou um laboratório 5G e acaba de colocar em operação, em Aveiro, a primeira fase da rede experimental 5G da cidade. A iniciativa enquadra-se nos objetivos do projeto Aveiro STEAM City, da Câmara Municipal de Aveiro, que pretende dar corpo aos objetivos traçados pela Comissão Europeia para que exista pelo menos uma cidade com cobertura 5G em cada Estado-membro até 2020 e criar uma plataforma urbana de inovação tecnológica que suporte o desenvolvimento de competências e de novos negócios.

“Esta demonstração é mais uma materialização das vantagens da rede 5G no futuro, num território que vai beneficiar e continuar a evoluir com esta tecnologia – o socorro. A Altice Portugal está sempre presente na definição de tendências e, desde o primeiro momento, na liderança do 5G. O 5G é claramente uma oportunidade para Portugal, tratando-se de uma oportunidade que a Altice não vai deixar passar ao lado. Não só o intenso deployment de fibra ótica e a modernização das estações de base nos últimos anos, em todo o país, nos coloca numa posição mais confortável na evolução para o 5G, mas também a liderança de marcos importantes no roadmap, como foi caso da primeira demonstração em ambiente de rede comercial e com terminal pré-comercial 5G em julho do último ano ou da primeira transmissão televisiva em Portugal, utilizando a rede 5G em ambiente real, em parceria com a RTP”, refere Luís Alveirinho, Chief Technology Officer da Altice Portugal, em comunicado.

Onde se recorda que o grupo tem acompanhado os desenvolvimentos da tecnologia com equipas internas, bem como através da Altice Labs, que está a participar em diversos projetos inovadores 5G (H2020) com grande foco na área da virtualização, orquestração e gestão das redes, com o objetivo de tornar a tecnologia 5G como agregadora das diferentes redes que hoje se utilizam consoante o seu propósito.

A Altice Labs tem participado, e nalguns casos lidera tecnicamente, em cerca de uma dezena de projetos internacionais relacionados com a introdução, exploração e operacionalização do 5G. Lidera ainda o projeto Mobilizador 5G, maior projeto de investigação a nível nacional, agregando e liderando esforços de múltiplos parceiros na criação de tecnologia portuguesa neste domínio chave para a evolução digital do País, tendo ainda criado o primeiro Living Lab 5G que permitirá aos seus parceiros explorar de forma confiável o que a nova tecnologia lhes potencia nas suas soluções.

2019-11-13 | Atualidade Nacional

Grupo sobe receitas e clientes em todos os segmentos de mercado


2019-11-13 | Atualidade Nacional

Com crescimento nos negócios fixo e móvel


Negócio deverá ficar fechado em 2020


Em causa está a preferência dos consumidores pelo online