Altice Labs arranca com atividade em polo na Madeira

2019-09-10 Chama-se “Brava Valley” e é o novo centro tecnológico da Altice Labs na Madeira, um polo de investigação, inovação e desenvolvimento da região. O projeto, que resultou de um MoU assinado entre o Governo Regional da Madeira e a Altice Labs em janeiro de 2018, insere-se na estratégia de descentralização dos laboratórios da Altice Labs.

Em comunicado, a Altice Portugal refere se pretende “promover a criação de uma rede local de parceiros tecnológicos e científicos para o desenvolvimento de projetos locais com elevado perfil de inovação, replicabilidade e internacionalização, e a criação de centros de competências locais, altamente especializados, e que possam ser utilizados nos seus vários produtos que exporta para todo o mundo”.

“William Shakespeare dizia que nós somos feitos da mesma matéria que os nossos sonhos. Eu gosto de acreditar que nós somos feitos de inovação, de criatividade, de empreendedorismo, mas acima de tudo, de muita vontade e muito querer. E é isso que nos permite agora concretizar este sonho, um sonho que nasceu há quase dois anos, mas que nós fomos capazes de trazer hoje aqui até à Ribeira Brava. Desta forma, a Altice Portugal deixa aqui uma vez mais vincado o seu compromisso: continuar a investir, continuar a investigar, continuar a produzir tecnologia de ponta ao serviço das pessoas, e agora também a partir da Região Autónoma da Madeira”, afirma  Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal.

Já Miguel Albuquerque, Presidente do Governo Regional da Madeira, agradece à Altice Portugal “por toda a colaboração e disponibilidade” e reforça que 2os 25 milhões de euros que aqui investiu, a criação de 400 postos de trabalho e a disponibilidade e abertura para colaborar com diversas instituições têm contribuído de forma crucial para o objetivo de transformar a Madeira num centro de exposição tecnológico. Estamos 100% disponíveis, através do nosso Governo, de todos os nossos organismos, universidades, escolas e empresas para, em conjunto com a Altice Portugal, continuarmos a trabalhar no desenvolvimento da tecnologia de ponta na Madeira”.

O laboratório da Altice Labs na Madeira é uma extensão da Altice Labs e posiciona esta região como alavanca de atração de talento, saber e exportação de inovação. Atualmente em atividade nas instalações da Startup Madeira na Ribeira Brava, pretende-se que no futuro este laboratório seja expandido em termos de dimensão, mas também na importância das soluções criadas.

A sua instalação inicial na Startup Madeira tem como objetivo criar uma ligação especial com as startups da Região, permitindo conhecer melhor a dinâmica de empreendedorismo da região, mas evoluindo para instalações maiores à medida que ganhe massa crítica através da atração de talento nas áreas tecnológicas.

Atualmente, o polo emprega três colaboradores, que se encontram a trabalhar em regime permanente, sendo que em breve prevê-se a integração de alunos da Universidade da Madeira a realizar as suas teses de Mestrado em projetos patrocinados pela Altice Labs, preenchendo as 5 vagas que neste momento se encontram abertas. Em março de 2020, prevê-se ainda a integração de 5 alunos do curso TESP de Informática da Universidade da Madeira, para a realização de estágios profissionais inseridos no contexto empresarial de uma empresa de referência da engenharia em Portugal.

Esta é a forma como a Altice Labs recruta talento, através da promoção de diversas iniciativas com a academia que visem explorar tecnologias emergentes e identificar os futuros investigadores que vão juntar-se à equipa, que desenvolve tecnologia utilizada diariamente por mais de 250 milhões de pessoas nos 5 continentes.

Este momento ficou ainda marcado pela apresentação de um projeto inovador, cujo conceito tem vindo a ser desenvolvido em parceria com a Universidade da Madeira e com a Horários do Funchal: o projeto MINiVAN. Consiste numa solução integrada de apoio à mobilidade flexível, capaz de otimizar a oferta do serviço de transporte coletivo público. O projeto tem também uma forte vertente de sustentabilidade, contribuindo de forma direta para uma redução efetiva da pegada ecológica associada ao transporte esporádico. Para além disso, as viaturas serão dotadas de sensores de qualidade ambiental que permitirão medir e mapear ao longo do dia a qualidade do ar no Funchal, tornando-se dessa forma numa ferramenta adicional ao dispor das entidades públicas.

Ambas as iniciativas são exemplificativas do compromisso que a Altice Portugal tem vindo a assumir com a Região Autónoma da Madeira, através de uma presença física permanente e de uma forte ligação à dinâmica de inovação e conhecimento da própria região, contribuindo de forma ativa para o seu fortalecimento e desenvolvimento.

2019-09-20 | Atualidade Nacional

No âmbito da cooperação entre as duas entidades


2019-09-19 | Atualidade Nacional

NOS mantém a liderança deste mercado, com quota de 40,5%


Como preparação para a introdução e implementação rápida do 5G


2019-09-20 | Breves do Sector

Os primeiros depois do embargo dos EUA


2019-09-17 | Breves do Sector

Com reforço da liderança na inovação de bases de dados