Decunify foi parceira tecnológica do INEM para responder a pandemia

2020-09-16 A Decunify foi a parceira tecnológica do INEM na criação de postos de atendimento do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) em regime de teletrabalho, assim como na implementação de uma plataforma de e-learning, destinada aos operacionais de emergência médica durante a pandemia.

Desde o início da pandemia, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) tem vindo a implementar medidas preventivas, num princípio de proporcionalidade, prevenindo um eventual alarmismo, em linha com as orientações das autoridades da saúde e das organizações europeias e internacionais. Com a declaração da situação de pandemia pela OMS, decidiu reforçar o nível de resposta e criou uma TaskForce Digital, composta pelo seu Gabinete de Tecnologias e Sistemas de Informação (GSTI) e pela Decunify com dois grandes objetivos: proteger a saúde dos trabalhadores do INEM e dos membros das instituições ligadas à prestação de serviços de emergência e seus familiares; e assegurar a continuidade de operações e sustentabilidade.

Assim, e atendendo às recomendações do Governo e das autoridades de saúde que incentivaram o teletrabalho e o distanciamento físico, o INEM procurou soluções para que os seus trabalhadores pudessem realizar as suas funções em regime de teletrabalho. Neste processo, contou com a Decunify no desenvolvimento e na implementação de um projeto-piloto cujo objetivo foi permitir colocar os operacionais de emergência médica a trabalharem remotamente.

O projeto passou, muito rapidamente, do papel à ação e, no espaço de um mês, cerca de 200 trabalhadores do back-office e do CODU estavam em teletrabalho, operacionalizando as suas tarefas através de postos de atendimento remotos.  Os profissionais dos CODU em teletrabalho tinham acesso a todas as ferramentas, de forma a atender e a dar seguimento às chamadas urgentes, vindas de todo o país, conseguindo ainda interagir com os médicos e os colegas dos vários CODU do INEM.

Foi reforçada a infraestrutura de comunicações e TI, aumentando substancialmente a velocidade das comunicações e proporcionando uma elevada performance da rede. Isto permitiu garantir o total apoio no funcionamento da infraestrutura, assegurando ainda que todas as funções de suporte à atividade do INEM se mantinham ativas.

A solução foi implementada para dar uma rápida resposta à atual pandemia de COVID-19, tendo o INEM recorrido a tecnologia que permite simular um posto de atendimento no domicílio dos seus trabalhadores, garantindo desta forma segurança e fiabilidade máximas. Esta solução poderá ser ativada sempre que necessário.
A par de todo o trabalho efetuado no contexto da COVID-19, o INEM quis ainda, durante a pandemia, investir na área de formação, em particular no modelo e-learning. A formação sobre a atuação em casos suspeitos era iminente e destinava-se aos operacionais do Sistema Integrado de Emergência Médica, aos Bombeiros e Cruz Vermelha Portuguesa. Num curto espaço de tempo, e em parceria com o Gabinete de Sistemas e Tecnologias de Informação do INEM, a Decunify estudou a melhor solução para disponibilizar uma plataforma de ensino à distância, que respondesse às necessidades.

Foi recomendada a plataforma Avaya Spaces, tendo em consideração a rapidez e simplicidade de implementação, segurança e o custo total da solução. Sendo uma solução na nuvem, uma das preocupações do INEM foi a segurança. O Avaya Spaces utiliza criptografia durante toda a sua utilização, durante a transferência e arquivo de dados, bem como nas videoconferências. Também cumpre com os requisitos de segurança e proteção de dados estabelecidos pelo INEM. Além de conferências por telefone e vídeo, para várias dezenas ou mesmo centenas de participantes, a plataforma oferece ainda muitas ferramentas adicionais para comunicação e colaboração virtuais.

A implementação da solução para todos os formadores do INEM demorou cerca de um dia, findo o qual deram início à divulgação da solução pelos formandos e às respetivas sessões de formação. A plataforma Avaya Spaces escolhida, permitiu a realização de sessões de formação interativas, com uma performance robusta, e disponibiliza diversas ferramentas de apoio que incluem aulas virtuais, disponibilização de vídeos, documentação de suporte às formações, teste de conhecimentos, questionário de avaliação e gravação das sessões.

Esta plataforma significou uma mudança total de paradigma na formação ministrada pelo INEM aos seus colaboradores e parceiros, tendo já sido frequentada por cerca de dois mil profissionais de emergência, do nosso país.

Para além da plataforma e-learning, a Decunify colaborou na adaptação da plataforma aprender.inemip.pt, na montagem de 3 salas de formação CODU e ainda disponibilizou a todos os colaboradores um sistema de videoconferência, de forma a facilitar a realização de reuniões ou formações entre colaboradores.

2020-10-21 | Atualidade Nacional

Envolvendo várias empresas e entidades


2020-10-20 | Atualidade Nacional

Considerando que regulador desconsiderou impactos da pandemia


2020-10-20 | Atualidade Nacional

Miguel Almeida diz que regras do leilão de 5G condenam setor “à idade das trevas”


2020-10-19 | Atualidade Nacional

Serviço abrange os três operadores com infraestrutura própria


2020-10-19 | Atualidade Nacional

Documento final deverá ser anunciado em breve


2020-10-16 | Atualidade Nacional

Por fortes índicios de mudança não autorizada de domínio sobre a MC


2020-10-16 | Atualidade Nacional

Vodafone e Altice ameaçam mesmo não concretizar investimentos em Portugal