Estudo Google faz rx aos comportamentos online

2019-02-05 Os dados financeiros e os dados pessoais são o tipo de informação que os portugueses mais se preocupam em proteger no online, mostra um estudo da Google, divulgado hoje, no Dia da Internet +Segura. O objetivo foi perceber o tipo de experiências vividas quando navegam na internet e, tendo em conta os resultados, a empresa sugere cinco medidas para manter a segurança: manter o software atualizado, usar passwords únicas para cada conta, ter um número ou e-mail para recuperar uma conta, fazer o checkup de segurança e adotar a autenticação de dois passos.

O estudo, que foi realizado pela YouGov para a Google, mostra que 50,26% dos portugueses já foi vítima de pishing por email, enquanto 8,76% dos inquiridos diz já ter sido vítima de fraude online, com pagamentos de produtos ou serviços que não existiam. Só 9,61% refere que atualiza mãos do que uma vez por mês as passwords das contas online e 9,07% pelo menos uma vez.

Para assegurar maior segurança, a Google faz cinco recomendações. Manter o software atualizado é a primeira. Os utilizadores devem certificar-se que estão a usar a versão de software mais recente em todos os dispositivos, tendo em conta que algum software, como o Chrome, faz atualizações automáticas, mas que há outros serviços em que são enviadas notificações a alertar para novas atualizações de software, e que não devem ser adiadas.

Usar passwords únicas para cada conta é outra recomendação e para muitos portugueses é já essa a prática. O estudo mostra que 42,3% dos entrevistados disseram ter diferentes passwords para todos os serviços e 27,6% usam a mesma password somente para alguns serviços online. E quase 42% já têm associado a todas as suas contas online um telefone de recuperação ou um endereço de email.

Ter um número ou email para recuperar uma conta é também fundamental. Mais de 41% das pessoas afirmaram que mantêm essa prática em todas as suas contas, enquanto quase 40% disse que apenas para algumas contas. Acrescentar informação para recuperação de conta pode ajudar os utilizadores a recuperarem mais rapidamente a sua conta, caso percam o acesso à mesma ou não consigam aceder.

Fazer um checkup de segurança é também importante. Quase 25% dos entrevistados disseram recorrer pelo menos uma vez por mês ou mais a estas ferramentas para reverem as definições de segurança online, como por exemplo o checkup de segurança da Google. E quase 20% dos s atualizam as suas passwords de contas uma vez por mês ou mais de uma vez por mês.

Por fim, a autenticação de dois passos reduz significativamente a possibilidade de alguém conseguir ter acesso não autorizado à conta. No estudo, 45% dos portugueses afirmaram usar a verificação em dois fatores em algumas de suas contas, enquanto apenas 24% o fazem para todas as contas online.

Este estudo foi realizado pelo YouGov para a Google. A amostra é de 1.007 entrevistas a portugueses adultos, realizadas online entre 27 de dezembro e 8 de janeiro de 2019. Os dados são ponderados e representativos da população adulta portuguesa

2019-04-25 | Atualidade Nacional

Vão ser premiadas iniciativas de coesão, conhecimento e sustentabilidade


2019-04-18 | Atualidade Nacional

Na sequência da posição tomada pelo regulador


Gigante já tem 40 contratos de 5G em todo o mundo


Estudo da Indra sobre transportes mostra como será o futuro


2019-04-24 | Breves do Sector

Altran realizou 4ª edição da iniciativa


2019-04-15 | Breves do Sector

Sistema de gestão de tráfego aéreo não tripulado poderá reduzir as emissões de CO2 até 25%