Fibroglobal desce preços para níveis definidos pelo regulador

2019-06-12 A Fibroglobal, uma das duas empresas nacionais responsáveis pela instalação e gestão de redes de fibra nas zonas rurais, através de financiamento público, já acatou as recomendações da Anacom para descer os preços das suas ofertas grossistas de redes de alta velocidade nas zonas Centro e Açores. Assim, os preços cobrados aos operadores reduziram-se, em média, entre 30% e 66%, consoante os tipos de acesso.

A informação consta de um comunicado do regulador, surgindo na sequência da recomendação de corte de preços, depois dos operadores NOS e Vodafone terem apresentado queixa. Ambos não conseguiam aceder à rede da Fibroglobal, em resultado dos elevados preços pedidos por esta. Só a Altice/MEO era cliente da empresa, além de sua acionista.

Tendo o objetivo da Anacom com a recomendação de descida dos preços “propiciar uma maior utilização dessas ofertas por parte de todos os operadores retalhistas, permitindo-lhes chegar ao mercado de grande consumo, potenciando a concorrência e o investimento”, o regulador antecipa que com os novos preços  da Fibroglobal, já em vigor, “se criem condições para que os cidadãos das áreas abrangidas tenham acesso a novas ofertas retalhistas e a melhores serviços a
preços competitivos”.

No entanto, o regulador salienta que há uma parte da recomendação que não foi seguida, a de abrir novas classes de débito na oferta grossista bitstream (200 Mb, 400 Mb e 1Gb) e de introduzir a funcionalidade "multicast", possibilitando a oferta de serviços de televisão e de Internet de banda larga.

Recorde-se que a Fibroglobal era detida em 95% pelo grupo Visabeira e em 5% pela Altice Portugal. A posição da Visabeira foi, entretanto, vendida à JMO, uma sociedade luxemburguesa. A empresa detém uma rede de fibra em 54 concelhos da Zona Centro e dos Açores. Já a concorrente dstelecom, do grupo DST, é a responsável pelas redes de nova geração na zona norte e sul do país. Não tem tido qualquer problema em fornecer acesso a todos os operadores.

2019-09-20 | Atualidade Nacional

No âmbito da cooperação entre as duas entidades


2019-09-19 | Atualidade Nacional

NOS mantém a liderança deste mercado, com quota de 40,5%


Como preparação para a introdução e implementação rápida do 5G


2019-09-20 | Breves do Sector

Os primeiros depois do embargo dos EUA


2019-09-17 | Breves do Sector

Com reforço da liderança na inovação de bases de dados