Indra renova direção em Portugal para acelerar crescimento

2019-02-04 A Indra, uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria, acaba de proceder á renovação da sua direção em Portugal. Vicente Huertas é o novo responsável da Minsait, empresa da Indra para a consultoria de transformação digital e TI e Nuno Guilherme assume a direção do negócio de Transporte e Defesa.

Dos dois diretores dependem os cerca de 500 profissionais que trabalham atualmente nas instalações de Lisboa e do Porto e que fizeram de Portugal uma das principais filiais da Indra na Europa, onde a empresa já tem uma presença consolidada, que representa aproximadamente 17% do negócio global.

Ambos os responsáveis têm pela frente a missão de acelerar o crescimento em Portugal, materializando todo o potencial inovador da empresa. Terão como prioridade quatro linhas de desenvolvimento estratégico: a implementação de um novo modelo operacional e organizacional; a orientação da oferta para soluções tecnológicas de maior valor acrescentado; o reforço da capacidade comercial; e melhorar a eficiência e a produtividade. Tudo isto suportado por uma profunda transformação cultural e por uma aposta firme no desenvolvimento do talento local.

Vicente Huertas tem uma longa experiência na Indra, onde exerceu diferentes cargos de responsabilidade a nível internacional, especializando-se nas áreas de Outsourcing e AM, onde a empresa é uma referência. Também Nuno Guilherme tem uma longa experiência no grupo, tendo estado à frente dos diferentes setores em que atua em Portugal.

Na Minsait, Vicente Huertas chega com a missão de acelerar o crescimento do negócio digital, através da implementação da transformação operacional e da oferta, que desde 2018 agrupa a totalidade do negócio de TI da Indra. A sua nomeação insere-se na renovação da estrutura da empresa na Europa, onde Pedro García foi recentemente nomeado para responsável de negócio em toda esta geografia, com exceção de Espanha.

“Queremos deixar uma marca nos nossos clientes e na sociedade portuguesa, orientando-os nos seus processos de transformação digital e, deste modo, continuar a contribuir para colocar o país na vanguarda da inovação na Europa. Para tal, contamos com uma sólida equipa de profissionais com elevada especialização e com uma oferta renovada, focada nas áreas de maior valor e crescimento do sector das Tecnologias da Informação”, refere Vicente Huertas.
Portugal é uma das principais filiais da Minsait na Europa. A empresa tem importantes projetos nos vários setores em que opera. Na indústria, destaca-se como fornecedor de fatura eletrónica, com projetos para as principais empresas do país; nos serviços financeiros é parceiro tecnológico de algumas das entidades financeiras mais relevantes, implementando soluções de gestão documental e processos de negócio bancário. Tem também importantes e sólidas referências nos setores de Energia, Administração Pública e Telecomunicações.

“A Indra tem uma experiência consolidada no setor dos transportes português, onde opera há mais de vinte anos, o que nos coloca numa excelente posição para desenhar e construir a mobilidade do futuro no país. Queremos continuar a contribuir para a evolução das infraestruturas e da mobilidade com inovação, fiabilidade, conhecimento do negócio e tecnologia que nos diferenciam”, considera Nuno Guilherme.

No mercado de transportes, a empresa desenvolveu e implementou projetos de referência, como o sistema de bilhética do Metro de Lisboa. Na área de tráfego, é responsável pelo centro de controlo do túnel do Marão, o mais comprido da Península Ibérica, com a solução para gestão de tráfego e túneis Horus, de desenvolvimento próprio; ou a tecnologia de controlo de tráfego e portagens em algumas das principais autoestradas do país. Atualmente, lidera o consórcio do projeto Autocits, que testa a condução autónoma em centros urbanos nas cidades de Lisboa, Madrid e Paris.

Na área de gestão de portos, a Indra tem ainda um Centro de Competências de Gestão Portuária, a partir do qual desenvolve projetos internacionais para implementação de soluções como a JUP (Janela Única Portuária), entre outros. E no mercado de Segurança, a empresa implementou o SIVICC (Sistema Integrado de Vigilância e Controlo) em toda a costa continental portuguesa.

2019-04-25 | Atualidade Nacional

Vão ser premiadas iniciativas de coesão, conhecimento e sustentabilidade


2019-04-18 | Atualidade Nacional

Na sequência da posição tomada pelo regulador


Gigante já tem 40 contratos de 5G em todo o mundo


Estudo da Indra sobre transportes mostra como será o futuro


2019-04-24 | Breves do Sector

Altran realizou 4ª edição da iniciativa


2019-04-15 | Breves do Sector

Sistema de gestão de tráfego aéreo não tripulado poderá reduzir as emissões de CO2 até 25%