Vodafone Portugal sobe receitas do 1º semestre do ano fiscal

2019-11-13 A Vodafone Portugal manteve no seu 2º trimestre do ano fiscal, entre julho e setembro, o crescimento das receitas de serviços. Não apenas graças à dinâmica do negócio fixo, que tem sido o seu principal motor de reforço nos últimos anos, mas também no segmento móvel.

No trimestre que terminou em setembro, o operador obteve receitas de serviços de 254 milhões de euros, o que representa um aumento de 5,3% face ao trimestre homólogo de 2018. As receitas totais cresceram 5,4%, fixando-se em 280 milhões de euros. Contabilizando o 1º semestre do seu ano fiscal, entre abril e setembro, as receitas de serviços foram de 492 milhões de euros (mais 4,3%) e as receitas totais de 541 milhões (mais 4,4%).

No trimestre, a empresa registou um crescimento a dois dígitos do negócio fixo, tanto na base de clientes como nas receitas. Entre julho e setembro, a base total de clientes do serviço fixo aumentou 10,4% face a igual período de 2018, atingindo 756 mil, dos quais 646 mil são clientes de TV (mais 11,7%). Mas os resultados foram ainda impulsionados pelo desempenho consistente do negócio móvel, com o número total de clientes móveis a aumentar 2,6% em relação ao mesmo período no ano passado, atingindo 4,9 milhões.
Em termos de cobertura de rede, a empresa atingia no final de setembro os 3,3 milhões de lares e empresas passadas com a sua fibra de última geração.

“Os resultados são a materialização de uma estratégia de crescimento orgânico, de aposta no investimento e na superior orientação para o cliente. Comprometidos com os desafios de digitalização do País, continuamos a aumentar a cobertura de fibra, fruto das importantes parcerias que fomos celebrando, a última das quais com a dstelecom, e mantemos o foco na disponibilização de um serviço de qualidade na rede móvel, disponibilizando velocidades de acesso compatíveis com o crescente volume de dados que os clientes exigem. O nosso esforço em adaptar, de forma contínua, as ofertas às necessidades dos clientes, traduziu-se, no trimestre em causa, no lançamento de ofertas inovadoras nas áreas de TV e móvel”, afirma Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal.
 

2019-11-28 | Atualidade Nacional

Valor representa aumento de 200 mil encomendas num ano


De acordo com o mais recente relatório da The Economist Intelligence Unit


Considerando tecnologia essencial para a competitividade europeia


2019-12-05 | Breves do Sector

Com a solução HP ZCentral


2019-12-03 | Breves do Sector

Com uma adesão muito acima das expetativas dos empreendedores