Cisco tem nova oferta para a era da conetividade sem fios

2019-04-29 A Cisco acaba de disponibilizar um conjunto de soluções inovadoras para ajudar as organizações a adotarem a nova era da conectividade sem fios. A Wi-Fi 6 (também conhecida como 802.11ax), o novo padrão para as redes wi-fi, está a redefinir as possibilidades para os negócios, nomeadamente impulsionar novas experiências imersivas sem fios e permitir a conexão de mil milhões de objetos.

A fabricante está a ampliar o portfólio de redes para o campus mais completo da indústria, com uma nova gama de switches criada especificamente para cloud-scale networking. Ao combinar um potente software de analítica e automatização com a extensa oferta de switches, pontos de acesso e controladores de próxima geração para o campus, a Cisco oferece a única arquitetura end-to-end sem fios “wireless-first” da indústria.

Construído com base nas mesmas inovações sem fios fundamentais do 5G, estes novos padrões irão alterar a forma de interagir das empresas e dos consumidores. Além de ser significativamente mais rápido, a Wi-Fi 6 oferece até mais 400% de capacidade e é mais eficaz em ambientes de elevada densidade como grandes auditórios, estádios ou até mesmo salas de conferência. A latência melhorou significativamente, facilitando um nível de operação praticamente em tempo real. A Wi-Fi 6 também consome menos bateria nos dispositivos conectados e proporciona uma experiência de utilizador mais previsível.

Assim, para que as organizações possam oferecer uma experiência verdadeiramente flexível e sem interrupções, foram anunciadas diversas soluções e acordos de colaboração.

A empresa passa a ter pontos de acesso Wi-Fi 6, sendo que estes novos pontos de acesso dos portfólios Catalyst e Meraki vão além do suporte ao novo padrão Wi-Fi 6. Equipados com processadores programáveis personalizados e acesso a capacidades analíticas inovadoras, os novos pontos de acesso da Cisco proporcionam uma rede sem fios mais inteligente e segura. Também são multilíngues, facilitando a comunicação com vários protocolos de IoT como BLE, Zigbee e Thread.

Tem ainda um switch central para a rede do campus. A família de switches Catalyst 9600 é a base para otimizar o funcionamento de qualquer rede. Para oferecer a experiência sem fios mais segura e eficiente, as organizações necessitam apenas de uma única estrutura de rede que combine a rede sem fios e a rede com fios. Desenvolvida como a evolução do Catalyst 6000 – o produto de rede com mais sucesso na história da Internet - a nova gama Catalyst 9600 será a base da próxima geração de redes empresariais baseadas na intenção (intent-based networking).

E dispõe de novos recursos para programadores. A Wi-Fi 6 e o 5G representam uma grande oportunidade para os programadores. Para os ajudar a criar as experiências imersivas que estes novos níveis de conectividade prometem, a Cisco anunciou a DevNet Wireless Dev Center. DevNet, a rede da Cisco para os programadores, oferece laboratórios de formação, sandboxes e os recursos que os programadores necessitam para aplicações wireless inovadoras. As plataformas de acesso Cisco Catalyst e Meraki são abertas e programáveis até ao nível do chipset, permitindo às aplicações o aproveitamento das vantagens da programação de rede de forma inovadora.

Antes do lançamento dos seus pontos de acesso Wi-Fi 6, a Cisco completou diversos testes de interoperabilidade com a Broadcom, a Intel e a Samsung sobre o novo padrão. Samsung, Boingo, GlobalReach Technology, Presidio e outras empresas também se estão a unir ao projeto Open Roaming liderado pela Cisco, consórcio que pretende facilitar a conectividade segura entre redes Wi-Fi e LTE, além de abranger a rede de Wi-Fi pública.

“Cada avanço na conectividade gerou uma nova onda de inovação. O 5G e a Wi-Fi 6 representam uma nova era de conectividade. Os programadores já estão a criar a próxima geração de experiências sem fios e imersivas. Com mil milhões de objetos conectados à rede, este crescimento irá criar uma complexidade sem precedentes para as TI. A Cisco está a construir uma arquitetura de rede multi-domínio para simplificar esta complexidade”, destaca David Goeckeler, Vice-Presidente Executivo e Diretor Geral de Redes e Segurança na Cisco.

Tendo em conta que a Wi-Fi 6 e o 5G representam uma grande oportunidade, as organizações terão, no entanto, que superar desafios importantes. Nomeadamente a de ter uma excelente experiência sem fios. As tecnologias móveis impulsionam o crescimento económico, facilitando a colaboração entre os colaboradores, as compras dos consumidores ou a formação dos estudantes, a partir de qualquer lugar. Para oferecer uma excelente experiência sem fios, os departamentos de TI devem olhar para além da conexão Wi-Fi e oferecer uma experiência end-to-end completa: proporcionando segurança, confiança e desempenho constantes.

Acresce a cloud, que permite uma escala sem precedentes. A Cisco utiliza a cloud para proporcionar inovações com maior rapidez. A cloud também ajuda a que as TI em vez de reativas se tornem proactivas a obter conhecimento global e a oferecer melhores práticas para ajudar a resolver os problemas antes que estes afetem os utilizadores.

A empresa terá ainda que estar otimizada para a análise de dados: a rede oferece milhões de fontes de dados, proporcionando contexto sobre os utilizadores, a sua experiência e as suas vulnerabilidades. Utilizando uma capacidade analítica forte, podem otimizar-se as operações de TI, suportar melhores decisões de negócios, proporcionar soluções de segurança inovadoras e envolver os clientes com maior eficácia.

Durante os últimos anos, a Cisco criou uma oferta completa de redes baseadas na intenção para preparar os clientes para os desafios do futuro. Os novos pontos de acesso e a gama de switches para campus da Cisco estão criados especificamente para a intent-based networking, e representam o resultado dos esforços da Cisco para reinventar todo o seu portfólio de soluções de acesso para redes.
 
 

2019-05-23 | Atualidade Nacional

Seis concelhos e mais de 60 freguesias


2019-05-23 | Atualidade Nacional

Sem ter ainda definidos valores pela atribuição do espetro


No âmbito do sistema de leilões de anúncios


2019-05-23 | Breves do Sector

Pelo 13º ano consecutivo


2019-05-21 | Breves do Sector

Mobilidade urbana da cidade utiliza tecnologia do operador