Evento APDC

09.05
Outras iniciativas



Comunicações Online | Veja Edição de junho

O Presidente do 32º Digital Business Congress é a capa da mais recente edição da revista da APDC, a COMUNICAÇÕES. Pedro Siza Vieira, um reformista que não gosta de revoluções, mas de mudanças em democracia, quer continuar a impactar empresas e pessoas. Mostra-se otimista em relação ao futuro do país e diz que o Congresso vem celebrar as coisas excecionais que fazemos o nível tecnológico. Uma entrevista de vida que não vai querer perder, no arranque deste grande Congresso!  LER ARTIGO

 

Comunicações - Junho 2023 - Pedro Siza Vieira - O reformista que não gosta de revoluções - Ler Artigo

 

Não se define como político, mas sim como um cidadão que exerceu temporariamente funções políticas. Colocou em stand-by a advocacia para ser ministro da Economia, cargo que desempenhou até há pouco mais de um ano atrás, porque sempre acreditou que não se deve encolher os ombros. Agora, regressou às lides do Direito, passando a ser um ‘espetador comprometido'. Deixa claro que é um reformista que não gosta de revoluções, defendendo as mudanças estabelecidas em democracia. Está otimista relativamente ao futuro e foi essa posição que defendeu enquanto Presidente do 32º Digital Business Congress, da APDC. Alerta, contudo, para os perigos da perda de liderança tecnológica da Europa que, diz, ou sai da atual conjuntura mais forte ou entrará num grande período de decadência. Ler +

 

 

ESPECIAL Congress Edition: Imagem do palco do 32º DIGITAL BUSINESS CONGRESS

PESSOAS: AS PROTAGONISTAS DA DISRUPÇÃO


O mundo está a mudar a grande velocidade e na base dessa profunda transformação está uma aceleração tecnológica sem precedentes, que traz múltiplos desafios e incógnitas, mas também inúmeras oportunidades e possibilidades. No centro desta grande disrupção, que é hoje o novo normal, estão as pessoas. Porque são elas que têm de controlar o processo de inovação e recolher todos os seus benefícios. Os dois dias do congresso da APDC, com o mote "Disruptions: The Great Digital Tech (R)Evolutions", foram de reflexão, partilha de ideias e conhecimentos e de construção de cenários de futuro. Veja toda a reportagem! Ler +

 

 

EM DESTAQUE: Ilustração conceptual de criptomoedas e martelo de juiz

CRIPTOECONOMIA: NO MEIO É QUE ESTÁ A VIRTUDE


Como será a criptoeconomia do futuro? Até agora uma reserva de valor sem intermediários, vai passar a ser fortemente regulada. Para os players desta jovem indústria ainda à procura da sua identidade, tudo dependerá da pressão regulatória. Equilíbrio é a palavra-chave para a aplicação do MiCA, diploma vai regular o mercado de criptoativos em território europeu, sendo aplicável a todos os Estados-membros a partir de 30 de dezembro de 2024. Com ele, e todo o pacote associado, Bruxelas foi, tal como aconteceu no RGPD, pioneira a nível mundial neste tipo de medidas, aplaudidas por muitos, porque credibilizar é essencial, sobretudo depois dos mais recentes escândalos. Mas sem travar a inovação. Esse é o grande desafio. ! Ler +

 

 

NEGÓCIOS: Ilustração conceptual de torres de comunicações

PARA O 5G E MAIS ALÉM!


As tower companies nasceram para libertar as operadoras de telecomunicações dos encargos com as suas infraestruturas, mas também para lhes dar o chão de que precisavam para levantar voo, centrando-se no negócio core. No advento do 5G, estão a dar o máximo em termos de ofertas de redes para recuperar o tempo perdido, depois dos atrasos do leilão. É que até ao final do ano há metas em termos de cobertura a cumprir, pelo que as towercos presentes no mercado nacional estão a acelerar investimentos para dar resposta às necessidades dos seus clientes, as operadoras. Ler +

 

 

MANAGEMENT: Imagem conceptual de adolescentes a andar na rua a olhar para o telemóvel

CENTENNIALS: O NÓ GÓRDIO DAS CONTRATAÇÕES

As características dos centennials não nasceram de geração espontânea. Se é complicado contratá-los e ainda mais difícil retê-los, é porque há fatores que os levam a ser como são. As responsabilidades, claro, dividem-se entre eles e a geração que os recruta. Até porque há queixas de ambos os lados. A realidade mostra que os instrumentos de retenção que funcionavam noutras gerações já não são os mesmos. Ler +

PORTUGAL DIGITAL: Imagem da equipa pelo Alfredo AI

ALFREDO, O MORDOMO QUE FALTAVA

A história da Alfredo AI tem um ponto de partida que é um clássico: um grupo de jovens, acabados de sair da universidade, tropeça numa dificuldade que inspira uma ideia. O resto, já o mundo conhece. Do "momento Eureka" ao presente, foi sempre a subir. Ler +

 

I Tech: Abel Costa, managing director Portugal & Group VP da Inetum

ABEL COSTA: O ENGENHEIRO QUE APRENDEU A ANDAR NAS NUVENS

 

 

CIDADANIA DIGITAL: Carlos Oliveira, presidente da Fundação José Neves

29KFJN: "SENHA" DA FUNDAÇÃO JOSÉ NEVES PARA A SAÚDE MENTAL

5 PERGUNTAS: Juan Oliveira, CEO da Ericsson Portugal

JUAN OLIVERA: CONSTRUIR UMA CONETIVIDADE SEM LIMITES

 

A revista Comunicações agora numa nova plataforma, mais fácil, mais cómodo, mais móvel. Faça download da revista e consulte o histórico de mais de 30 anos. Clique aqui.

Programa


Vai acontecer na APDC

2024-03-08

Num webinar no âmbito do Dia da Mulher, a 8 de março

2024-03-18

No âmbito dos 30 anos do Relatório Porter