Evento APDC

30.09
Outras iniciativas



Processo nacional liderado pela APDC

WSA 2021: Portugal elege projetos nacionais a concurso

Os oito projetos que vão representar Portugal na edição de 2021 do World Summit Awards (WSA) - iniciativa internacional que premeia as melhores inovações digitais com impacto social, envolvendo cerca de 180 países - já foram selecionados. URBAN PLATFORM, GLOOMA, RECYCLE BINGO, PICK, DIGITAL CUSTOMER ONBOARDING, SPEAK, ZOOMGUIDE, Clinic Immersives NP Skills labs Enterprise são os vencedores. A GRIPWISE venceu o prémio Born from Knowledge (BFK) Awards.
Já estão escolhidos os projetos portugueses para as oito categorias a concurso da edição deste ano do WSA, confirmando a capacidade de inovação e de empreendedorismo de base tecnológica do mercado nacional. O processo voltou a ser coordenado pela APDC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, sendo a seleção dos candidatos realizada por um júri nacional liderado por Sandra Fazenda Almeida (APDC) e Roberto Carneiro (ex-ministro da Educação), e composto por responsáveis de um vasto conjunto de organizações.
Os vencedores nacionais do WSA 2021 são, por categoria:
- URBAN PLATFORM (Government & Citizen Engagement) - É uma solução assente na cloud que se destina à gestão eficiente do território. Criada especificamente para governos locais pela Ubiwhere, dá aos decisores uma visão do progresso da cidade e capacidade de resposta eficiente e coordenada.
- GLOOMA (Health & Well-Being) - É uma solução para prevenir o cancro da mama, tratamentos agressivos e mortes. Através de uma app móvel e do SenseGlove, um dispositivo de saúde doméstico e portátil inteligente, com formato de uma luva, é possível detetar qualquer tipo de anomalias. A app relembra a utilizadora para fazer o de rastreio todos os meses.
- RECYCLE BINGO (Environment & Green Energy) - É um jogo criado para smartphones, que tem como meta motivar as pessoas para a reciclagem. Combinando gamificação com geolocalização, inApp Games e realidade aumentada, ajuda a reduzir o lixo, a reutilizar e a reciclar.
- PICK (Smart Settlements & Urbanization) - Assume-se como um conjunto de ferramentas para os fornecedores de transportes que permitem dar às pessoas controlo, conveniência e tempo, ao cuidar de todos os aspetos envolvidos nas viagens. Movimentam pessoas, pagamentos e informação de forma contínua, tornando a mobilidade transparente e acessível.
- DIGITAL CUSTOMER ONBOARDING (Business & Commerce) - É uma plataforma criada especificamente para empresas sem grandes conhecimentos de IT. Visa colmatar as suas lacunas tecnológicas, disponibilizando gestão de identidade digital, autenticação e soluções de fraude.
- SPEAK (Inclusion & Empowerment) - É uma app móvel destinada a ligar migrantes, refugiados e habitantes locais através de uma troca de experiências linguísticas e culturais. As pessoas inscrevem-se numa plataforma web para aprender ou ajudar os outros a aprender uma língua, reunindo-se depois em grupos que se encontram em 12 sessões de 90 minutos, online ou offline.
- ZOOMGUIDE (Culture & Tourism) - Trata-se de um guia alimentado por inteligência artificial, que permite uma experiência imersiva ao utilizador, explorando locais, nomeadamente interiores, como museus. Basta, simplesmente, tirar uma fotografia com o telefone para aceder a conteúdos multimédia. Está disponível em várias línguas.
- Clinic Immersives NP Skills labs Enterprise (Learning & Education) - É uma solução de formação prática para estudantes de enfermagem e docentes. Através da utilização de uns óculos de realidade virtual, têm acesso aos Laboratórios de Competências Clínicas Imersivas NP. Fornece o controlo de aplicações e de auscultadores, monitorização do progresso do aluno e relatórios analíticos.
Os projetos foram selecionados por um júri nacional liderado por Sandra Fazenda Almeida (APDC) e Roberto Carneiro (ex-ministro da Educação), reforçado este ano com a presença de responsáveis da Armilar, AWS, EDP, Galp, Google, Lusíadas Saúde, NOS e Semapa. O júri contou ainda com representantes da Altice Labs, AMA, ANI, Impresa, ASSOFT, IPN, Jerónimo Martins, Media Capital, Microsoft, NOSSA, RTP, Startup Braga, Startup Lisboa e Vodafone.
De acordo com o timeline definido para a edição do WSA 2021, até dezembro um júri online selecionará de entre todos os candidatos dos cerca de 180 países envolvidos, uma shortlist de projetos. Até ao final de janeiro de 2021, o WSA Grand Jury procederá à nomeação dos WSA winners (oito por cada uma das categorias a concurso), que serão apresentados no WSA Global Congress, cuja realização deverá ocorrer em março de 2022.
Portugal tem-se distinguido entre os vencedores nas várias edições desta iniciativa. Em 2020, a Modatta, o marketplace de serviços baseados em dados pessoais, foi um dos global Winners na categoria de Business & Commerce. Foi ainda eleito o projeto "Perguntas na Especialidade" como um dos WSA European Young Innovators 2020, iniciativa que decorre em paralelo aos WSA.
Born from Knowledge (BFK) Awards
No âmbito da seleção nacional dos WSA, a Agência Nacional de Inovação atribuiu também o prémio vencedor dos Born from Knowledge (BFK) Awards à Gripwise, pelo desenvolvimento de um dispositivo inovador para detetar e monitorizar a síndrome de fragilidade dos idosos. O sistema incorpora IA e big data.


Saiba mais em: wsaportugal.pt/2021-winners


Programa


Vai acontecer na APDC

2021-10-31

No âmbito do Dia Mundial das Cidades