AWS revela novas ofertas nas áreas da IA e supercomputação

2023-11-29

O Amazon Q é um novo tipo de assistente gerador de IA, destinado ao trabalho. Estão a ser projetadas duas famílias de chips próprias, que potenciam o treino em IA e ML. Há novas 
capacidades de IA generativa no Amazon Connect e novas capacidades para a AWS Supply Chain. Acresce a colaboração estratégica com a NVIDIA para uma nova infraestrutura de supercomputação, software e serviços para IA generativa. Estas foram algumas das novidades anunciadas na AWS re:Invent, o evento anual global da AWS, a decorrer até 1 de dezembro, presencialmente em Las Vegas e online.

Segundo a Amazon Web Services (AWS), o evento acolhe 50.000 participantes presenciais e centenas de milhares de participantes virtuais, envolvendo a comunidade global de tecnologia cloud, com com palestras, oportunidades de formação e certificação e acesso a mais de 2.000 sessões técnicas, entre outras.

Assim, a AWS anunciou o lançamento do Amazon Q, um novo tipo de assistente gerador de inteligência artificial (IA), destinado especificamente ao trabalho, mas que pode ser adaptado ao negócio de um cliente. Os clientes podem obter respostas rápidas e relevantes a questões prementes, gerar conteúdo e realizar ações - tudo com base nos repositórios de informação, código e sistemas empresariais do cliente.

O Amazon Q fornece informações e conselhos aos funcionários para simplificar tarefas, acelerar a tomada de decisões e a resolução de problemas, e ajudar a estimular a criatividade e a inovação no trabalho. Concebido para satisfazer os requisitos rigorosos dos clientes empresariais, pode personalizar as suas interações para cada utilizador individual com base nas identidades, funções e permissões existentes numa organização. Além disso, nunca utiliza o conteúdo dos clientes empresariais para treinar os seus modelos subjacentes e oferece assistência geradora de IA aos clientes que constroem na AWS, trabalham internamente e utilizam aplicações da AWS para business intelligence (BI), centros de contacto e gestão da cadeia de fornecimento para ajudar organizações de todas as dimensões e em todos os sectores a utilizar a IA geradora de forma segura.

Foi ainda revelada no evento a próxima geração de duas famílias de chips projetados pela AWS - AWS Graviton4 e AWS Trainium2, que oferecem avanços no desempenho de preço e eficiência energética para uma ampla gama de cargas de trabalho de clientes, incluindo treinamento e aprendizagem de máquina (ML) e aplicativos de IA generativa. O Graviton4 e o Trainium2 marcam as mais recentes inovações no design de chips da AWS.

Com cada geração sucessiva de chip, a AWS oferece melhor desempenho de preço e eficiência energética, dando aos clientes ainda mais opções - além de combinações de chip/instância com os chips mais recentes de terceiros, como  a AMD, Intel e NVIDIA - para executar praticamente qualquer aplicativo ou carga de trabalho no Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2).

O Graviton4 oferece um desempenho de computação até 30% melhor, 50% mais núcleos e 75% mais largura de banda de memória do que os processadores Graviton3 da geração atual, proporcionando o melhor desempenho em termos de preço e eficiência energética para uma vasta gama de cargas de trabalho em execução no Amazon EC2. O Trainium2 foi concebido para proporcionar um treino até 4x mais rápido do que os chips Trainium de primeira geração e poderá ser implementado em UltraClusters EC2 de até 100.000 chips, tornando possível treinar modelos de base (FMs) e modelos de linguagem de grande dimensão (LLMs) numa fração de tempo, ao mesmo tempo que melhora a eficiência energética até 2x.

No âmbito do Amazon Connect, foram apresentados recursos de IA generativa para ajudar as organizações a aumentar a produtividade dos funcionários, economizar custos e melhorar as experiências de atendimento ao cliente. Com as novas capacidades de IA generativa no Amazon Connect, o centro de contacto na cloud da AWS, as organizações de todas as dimensões podem proporcionar melhores experiências aos clientes a um custo mais baixo.

Alimentado por modelos de linguagem grande (LLMs) e outros modelos de fundação (FMs) disponíveis através do Amazon Bedrock, os mais recentes recursos do Amazon Connect incluem novos recursos de IA generativa que expandem os recursos existentes de aprendizado de máquina (ML) do serviço para transformar a maneira como as empresas fornecem atendimento ao cliente. O Amazon Q in Connect - uma evolução melhorada por IA generativa do Amazon Connect Wisdom - fornece aos agentes respostas e acções recomendadas com base nas perguntas dos clientes em tempo real, para um apoio ao cliente mais rápido e preciso.

O Amazon Connect Contact Lens - uma funcionalidade do Amazon Connect que fornece análise e gestão da qualidade do centro de contacto em tempo real - ajuda agora a identificar as partes essenciais das conversas do centro de atendimento com resumos gerados por IA que detectam sentimentos, tendências e conformidade com as políticas. Também alimentado por IA generativa, o Amazon Lex no Amazon Connect permite hoje aos administradores de centros de contacto criar novos chatbots e sistemas de resposta interactiva por voz (IVR) em horas, utilizando prompts de linguagem natural, e melhorar os sistemas existentes gerando respostas às perguntas mais frequentes. Por fim, o Amazon Connect Customer Profiles - um recurso do Amazon Connect que permite que os agentes forneçam um serviço ao cliente mais rápido e personalizado - agora cria perfis de clientes unificados a partir de aplicativos e bancos de dados de software como serviço diferentes.

Foram também divulgadas quaatro novas capacidades para a AWS Supply Chain - combinando os quase 30 anos de experiência da Amazon na cadeia de fornecimento com a resiliência, segurança e continuidade de negócio de um serviço gerido pela AWS para ajudar os clientes a otimizar as suas cadeias de fornecimento. Assim, o o AWS Supply Chain Supply Planning ajudará os clientes a prever, planear, posicionar e reabastecer componentes e produtos acabados para reduzir os custos de inventário e responder mais rapidamente às variações da procura e às interrupções do fornecimento.

Passa ainda simplificar a comunicação entre os clientes e os vários níveis de fornecedores, melhorando a sua capacidade de responder com maior precisão aos planos de fornecimento, bem como de gerir as alterações da procura ou do fornecimento durante a janela de execução. Com esta capacidade, os clientes podem colaborar de forma segura com os seus parceiros comerciais com apenas alguns cliques. Em terceiro lugar, o AWS Supply Chain Sustainability fornecerá um repositório central, permitindo aos clientes solicitar, recolher e auditar dados de sustentabilidade. Finalmente, o Amazon Q na AWS Supply Chain fornece aos profissionais da cadeia de suprimentos um assistente de IA generativo para fornecer uma visão resumida dos principais riscos em torno dos níveis de estoque, variabilidade da demanda e visualiza as compensações entre os diferentes cenários possíveis.

A AWS apostou ainda em quatro integrações Zero-ETL, para tornar o acesso e a análise de dados mais rápidos e fáceis em todos os armazenamentos de dados. As novas integrações permitem aos clientes conectar e analisar dados de forma rápida e fácil sem criar e gerir pipelines de dados complexos de extração, transformação e carregamento (ETL). 


Destaque ainda para a colaboração estratégica com a NVIDIA, que visa oferecer uma nova infraestrutura de supercomputação, software e serviços para IA generativa. Os clientes passam a poder conectar e analisar dados de forma rápida e fácil, sem criar e gerir pipelines de dados complexos de extração, transformação e carregamento (ETL). As novas integrações do Amazon Aurora PostgreSQL, Amazon DynamoDB e Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) para MySQL com o Amazon Redshift facilitam a conexão e a análise de dados transacionais de vários bancos de dados relacionais e não relacionais no Amazon Redshift. Os clientes também podem agora utilizar o Amazon OpenSearch Service para efetuar pesquisas de texto completo e vectoriais em dados DynamoDB quase em tempo real. Ao facilitar a conexão e a ação em seus dados, não importa onde eles estejam, essas integrações zero-ETL ajudam os clientes a aproveitar a amplitude e a profundidade dos principais serviços de banco de dados e análise da AWS para descobrir novos insights, inovar mais rapidamente e tomar melhores decisões baseadas em dados.
 


Todo o portefólio de soluções do grupo passará a ter a tecnologia


Gigante norte-americana apresenta resultados trimestrais a 21 de fevereiro


Para trazer maior escala ao mercado europeu


Para fornecer soluções integradas às organizações


Falta a adoção formal pelo Parlamento e pelo Conselho europeus


De acordo com o estudo “The Age of Adaptabiliy”


Threat Landscape Report, da S21sec


Antecipando um ano repleto de inovações para democratizar o acesso à tecnologia