Bruxelas impulsiona investigação nos dados, computação e IA

2023-11-15

Acaba de ser lançado, no âmbito do programa Horizonte Europa Digital, Indústria e Espaço 2023-2024 uma nova cal para a apresentação de propostas, no valor de 290 milhões de euros. O objetivo é impulsionar a investigação no espaço comunitário em tecnologias de dados, computação e IA. 
Assim, a UE anunciou um financiamento de 85 milhões de euros para impulsionar a investigação em tecnologias de dados e computação, catalisando a inovação em inteligência artificial (IA). Um dos tópicos respeita à inovação em operações de dados alimentadas por inteligência artificial (IA), que resultará em sistemas e serviços de IA. Também investirá em projetos-piloto de grande escala para apoiar plataformas industriais de Internet das Coisas (IoT), bem como tecnologias de computação edge de próxima geração que podem ser usadas em aplicações e indústrias importantes.

Outros 206 milhões de euros financiarão projetos de investigação sobre tecnologias que promovam a competitividade digital e tecnológica da Europa e que contribuam para os objetivos do Pacto Ecológico Europeu.
Deste valor, 60 milhões de euros destinam-se a investimentos na investigação em soluções de IA e dados para apoiar os objetivos do Pacto Ecológico Europeu, como projetos de investigação que utilizem dados de robótica e soluções de IA para otimizar a energia e os recursos nas cadeias de valor da produção.
Outros 76 milhões de euros serão investidos em investigação em áreas como IA, dados e robótica, com projetos de investigação que permitirão aos robôs realizar tarefas não repetitivas em ambientes diários e ver uma maior integração dos robôs na indústria e na sociedade. Outros projetos de pesquisa usarão IA e dados para tornar o desenvolvimento de software mais rápido e fácil e tornar o software resultante seguro e capaz de funcionar bem em diferentes dispositivos. Será igualmente disponibilizado financiamento para a investigação em projectos que visem a utilização de tecnologias fotónicas para melhorar a qualidade das redes de comunicação, bem como a criação de uma "fábrica de inovação fotónica" para ajudar a acelerar a utilização de tecnologias fotónicas na indústria europeia.
Os restantes 70 milhões de euros destinam-se a investimentos em projetos como o desenvolvimento de cloud to edge servers, que ajudarão a criar uma arquitetura europeia completa de cloud e edge computing aberta. Ou à integração de materiais bidimensionais (2D) em tecnologias de semicondutores, bem como ao amadurecimento das tecnologias de sensoriamento quântico para prepará-los para o mercado. Este financiamento prevê também a criação de prémios europeus anuais para os contribuintes de software e hardware de código aberto.
 


Plataforma não cumpre regras do Digital Services Act


IA pode automatizar 30% das horas de trabalho até 2030


Dá 23 mil milhões de dólares pela startup de cibersegurança Wiz


Revela 21ª Edição do eGovernment Benchmark report da Capgemini


Depois de um recuo de 18% nas vendas e de 32% nos lucros


Liderando três novos relatórios de grandes analistas de mercado


Apesar de ter voltado a crescer na América do Norte


Terá de aplicar compromissos até 25 de julho