CE investiga forma como TikTok gere utilizadores

2022-11-24

A Comissão Europeia tem em curso várias investigações à forma como a plataforma chinesa TokTok está a gerir os dados dos seus utilizadores. Em causa está a possível transferência de dados de utilizadores europeus para a China. A segmentação de anúncios para menores é outro motivo de preocupação. A presidente da CE, Ursula von der Leyen, confirmou as investigações.

Os trabalhos iniciaram-se na sequência de alguns membros do Parlamento Europeu terem manifestado preocupação quanto ao possível acesso aos dados dos utilizadores europeus por parte de entidades chinesas. O tema foi levantado depois do BuzzFeed News ter publicado em junho uma notícia que provava que isso estava a acontecer com os dados dos utilizadores norte-americanos. A investigação pretend assegurar que a plataforma opera de acordo com o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD). 

O escrutínio ao TikTok é cada vez mais intenso, uma vez que a plataforma ganha cada vez mais utilizadores. Nos Estados unidos, Brendan Carr, comissário da autoridade norte-americana para as telecomunicações, defendeu publicamente a proibição do TikTok como a única forma de mitigar a influência chinesa nas redes de telecomunicações. E Christopher Wray, atual diretor do FBI, chegou mesmo a afirmar que a app é uma ameaça à segurança nacional do país.

Recentemente, a rede social alterou a sua política de privacidade para a europa, na sequência da entrada em vigor da legislação que aperta as regras no online, como o Digital Services Act, e admitiu que os dados pessoais dos utilizadores podem ser visualizados por alguns dos seus colaboradores que trabalham desde a China. No entanto, garante que os dados permanecem seguros e que a gestão é feita com base no que é permitido RGPD.


IDC: Vendas mundiais de smartphones caem aos níveis de 2013


Grupo supera previsões e antecipa mais crescimento este ano


Larry Page e Sergey Brin reveem estratégia de IA da gigante tecnológica


De acordo com o relatório ‘Cisco Purpose 2022’


Poderá contribuir com um trilião de dólares para as empresas até 2025


Antes da compra, plataforma tinha 7.500 pessoas


CEO admite ter sido demasiado ambicioso


Para manter integridade e segurança dos dados