CE lança Pact for Skills para impulsionar ambições digitais e verdes

2020-11-19 A Comissão Europeia lançou um novo projeto para impulsionar as suas ambições na transição digital e verde para a Europa. O Pacto of Skills tem como meta a adoção de competências de próxima geração para os europeus e desafiou todas as organizações públicas e privadas do continente a reunir os seus recursos, de forma a garantir o reforço das qualificações em bloco dos cidadãos.

Entre os signatários deste pacto estão organizações privadas e públicas e autoridades regionais, que se comprometem a um conjunto de objetivos de longo prazo, incluindo a antecipação de futuras carências de competências e a criação de programas de formação adequados, bem como a garantia de oportunidades de requalificação para todos os empregados.

"Para as transições digital e verde, as qualificações são uma necessidade. E são a melhor forma de conseguir empregos de qualidade", referiu o comissário europeu para o Emprego, na apresentação do pacto, no âmbito do qual os atores públicos e privados desenvolverão projetos concretos de reforço de competências e requalificação. Caberá à CE fornecer a rede e o apoio ao conhecimento, bem como informações sobre o financiamento europeu disponível.

Como parte do acordo, foi lançado um conjunto de parcerias em ecossistemas industriais considerados essenciais, para ajudar a concretizar as ambições da CE. "À medida que as transições verde e digital estão a ganhar velocidade, queremos dar a todos os europeus as competências certas. Anunciamos hoje as primeiras parcerias nesse sentido para três ecossistemas industriais: automóvel, microeletrónica e aeroespacial e defesa", disse o responsável pelo mercado interno da CE, Thierry Breton.

Em cada um desses setores, a Comissão fixou uma série de objetivos, com o objetivo de requalificar 5% e 6% da força de trabalho no automóvel e aeroespacial e defesa, respetivamente, assim como um investimento público e privado de dois mil milhões de euros para a indústria de microeletrónica, para criar oportunidades de requalificação. Espera-se, com esta verba, permitir a formação de 250 mil trabalhadores e estudantes em polos eletrónicos da Europa ao longo dos próximos quatro anos.
Bruxelas deixa claro que o sucesso do pacto depende do compromisso, expertise e dos recursos que seus signatários trazem para as parcerias que constroem e os resultados que poderão alcançar juntos.

O Pact for Skills é uma das iniciativas bandeira da Agenda Europeia para as Competências para a competitividade, justiça social e resiliência, apresentada a 1 de julho de 2020. O seu principal objetivo é mobilizar recursos e incentivar todas as partes interessadas relevantes a tomar medidas reais para melhorar e requalificar a força de trabalho, reunindo esforços e estabelecendo parcerias de apoio às transições verde e digital, bem como às estratégias de crescimento local e regional.

Até 2030 reduzirá em 50% as emissões por consumo de energia


Everything-as-a-service e conectividade ampliada são algumas


Estudo Tech Trends analisa tecnologias emergentes dos próximos 18 a 24 meses


Por cerca de 10 mil milhões de dólares


Europa defende que regulação digital cabe aos governos


Depois de assumir compromissos para com a privacidade com a CE


Para consolidar capacidades na transformação dos clientes