Ericsson investe na pesquisa da rede 6G no Reino Unido

2022-11-28

A fabricante sueca vai investir milhões de libras na inveastigação das redes 6G no Reino Unido, trabalhando em parceria com universidades em áreas como a segurança de hardware, inteligência artificial, redes cognitivas e computação quântica. De acordo com o grupo, que fornece 5G a todos os quatro operadores móveis, esta iniciativa a 10 anos ajudará a desenvolver a próxima geração de redes móveis, que se espera estejam disponíveis em 2030.

A notícia é avançada pela Reuters, que adianta que a CEO para a Ericsson Reino Unido e Irlanda, Katherine Ainley, destaca que as universidades britânicas estão a realizar investigação de classe mundial em algumas das tecnologias que vão sustentar as redes de próxima geração. Por isso, será estabelecida uma equipa de 20 investigadores experientes no Reino Unido. O foco inicial será a rede 6G e a segurança do hardware. O novo grupo complementará os 17 sítios de investigação existentes da Ericsson em 12 países.

As possíveis universidades parceiras incluem Surrey, Bristol e Manchester, levando normalmente 8 a 10 anos desde o envolvimento com investigadores até ao desenvolvimento de tecnologia comercial. O governo britânico, que tem trabalhado para proteger o financiamento da investigação científica depois de Brexit, adiantou que o investimento da Ericsson foi um "enorme voto de confiança" no sector das telecomunicações do país, acrescentando que em breve iria publicar uma estratégia sobre a tecnologia 6G.

 


IDC: Vendas mundiais de smartphones caem aos níveis de 2013


Grupo supera previsões e antecipa mais crescimento este ano


Larry Page e Sergey Brin reveem estratégia de IA da gigante tecnológica


De acordo com o relatório ‘Cisco Purpose 2022’


Poderá contribuir com um trilião de dólares para as empresas até 2025


Antes da compra, plataforma tinha 7.500 pessoas


CEO admite ter sido demasiado ambicioso


Para manter integridade e segurança dos dados