Gastos com a IA na Europa crescem quase 30% entre 2022 e 2027

2023-09-20

As despesas com inteligência artificial (IA) na Europa vão alcançar no final deste ano os 34,2 mil milhões de dólares, representando 20,6% do mercado mundial de IA. E o crescimento anual composto (CAGR) entre 2022 e 2027 será de 29,6%, ligeiramente superior à CAGR mundial, de 26,9% para o mesmo período. As despesas nesta área deverão exceder os 96,1 mil milhões de dólares em 2027. As previsões são do mais recente Guia Mundial de Gastos com Inteligência Artificial, da IDC.
O relatório destaca que as soluções de IA se estão a tornar cada vez mais difundidas, impulsionadas pela eficiência operacional e pelas necessidades de otimização de TI, bem como para proporcionar melhores experiências aos clientes. Assim, os sistemas inteligentes de prevenção de ameaças, assim como de análise e investigação de fraudes estão a surgir cada vez mais, sendo os casos de utilização de IA predominantes, particularmente no setor financeiro e em indústrias mais expostas a ameaças, como as telecomunicações ou a administração central e local. No reforço da experiência do cliente e dos processos de vendas também têm surgido muitas soluções assentes em IA; sobretudo no retalho e, em menor grau, na banca.
Aliás, a banca, os serviços profissionais, o retalho, a indústria transformadora e as telecomunicações são os setores que mais investem em IA, representando mais de 60% das despesas totais do mercado europeu em 2023. Mas, embora as despesas noutros setores, como cuidados de saúde, meios de comunicação social, serviços pessoais e ao consumidor e os serviços públicos, sejam menores, estão a crescer a um ritmo superior à média.
O trabalho avança que o ambiente económico incerto que se vive, assim como o nível de inflação, estão a influenciar fortemente as decisões de investimento. No entanto, o mercado de IA continuará em crescimento, particularmente as tecnologias de IA Generativa (GenAI). A criação de imagens, utilizada amplamente em atividades mediáticas e de marketing é o caso de utilização de GenAI que regista o maior crescimento contínuo. Segue-se a criação de textos, especialmente no setor de indústrias profissionais.
"A GenAI está a ganhar a atenção de fornecedores, consumidores e empresas, levantando questões que vão desde como incorporar a tecnologia em produtos e como aproveitar ao máximo o seu uso até como garantir o uso responsável, dada a procura tão generalizada", afirma Carla La Croce, research manager de Customer Insights and Analysis da IDC.
"Os gastos em casos de uso de GenAI ainda são menores do que em casos de uso de IA mais bem estabelecidos, mas estão a crescer rapidamente. A criação de imagens, textos e vídeos são os casos de uso mais comuns, com maior crescimento no último ano. As empresas estão numa corrida para colocar nas aplicações existentes recursos de IA, enquanto os fornecedores mais inovadores e voltados para o futuro estão a incorporar a GenAI nas suas soluções para fazer face à crescente procura", acrescenta em comunicado a responsável da IDC.


Plataforma não cumpre regras do Digital Services Act


IA pode automatizar 30% das horas de trabalho até 2030


Dá 23 mil milhões de dólares pela startup de cibersegurança Wiz


Revela 21ª Edição do eGovernment Benchmark report da Capgemini


Depois de um recuo de 18% nas vendas e de 32% nos lucros


Liderando três novos relatórios de grandes analistas de mercado


Apesar de ter voltado a crescer na América do Norte


Terá de aplicar compromissos até 25 de julho