Mais um alerta: IA pode colocar a humanidade em risco de extinção

2023-06-01

O Centro para a Segurança da IA é o mais recente organismo a emitir um aviso severo sobre os perigos da inteligência artificial. Considera que poderá representar uma ameaça existencial para a humanidade. Por isso, "mitigar o risco de extinção da IA deve ser uma prioridade global, ao lado de outros riscos em escala sociais, como pandemias ou a guerra nuclear. Esta posição é subscrita por 350 especialistas, onde se incluem o líder da OpenAI, dona do ChatGPT, o líder da Google DeepMind, e Geoffrey Hinton, considerado "o padrinho da IA" pelo seu trabalho pioneiro neste domínio.
Assim, o Center for AI Safety avança que, embora a IA tenha "muitas aplicações benéficas, também pode ser utilizada para perpetuar preconceitos, alimentar armas autónomas, promover a desinformação e gerar ciberataques".
Sam Altman, CEO da OpenAI, detentora do ChatGPT, e Geoffrey Hinton, um cientista informático conhecido como o padrinho da inteligência artificial, estão entre as cerca de 350 personalidades que assinaram a declaração, publicada no site do Center for AI Safety.
As preocupações com a possibilidade dos sistemas de IA ultrapassarem a inteligência dos humanos e tornarem-se incontroláveis intensificaram-se com o aparecimento de uma nova geração de chatbots de IA altamente capazes, como o ChatGPT. Por isso, o centro avançou com um aviso, de apenas uma frase, 
O último aviso foi intencionalmente sucinto - apenas uma única frase - para abranger uma ampla coligação de cientistas que podem não concordar com os riscos mais prováveis ou as melhores soluções para enfrentá-los, como avança Dan Hendrycks, diretor executivo do Centro de Segurança de IA, sediado em São Francisco.
"Há uma variedade de pessoas, das principais universidades em vários campos diferentes, que estão preocupadas com isso e pensam que esta é uma prioridade global. Portanto, tivemos de fazer com que as pessoas saíssem do armário, por assim dizer, sobre esse assunto, porque muitos estavam a falar apenas entre si", referiu. 
Recorde-se que no início deste ano, mais de mil investigadores e tecnólogos, incluindo Elon Musk, assinaram uma carta muito mais longa, apelando a uma pausa de seis meses no desenvolvimento da IA porque, segundo eles, representa "riscos profundos para a sociedade e a humanidade".


Plataforma não cumpre regras do Digital Services Act


IA pode automatizar 30% das horas de trabalho até 2030


Dá 23 mil milhões de dólares pela startup de cibersegurança Wiz


Revela 21ª Edição do eGovernment Benchmark report da Capgemini


Depois de um recuo de 18% nas vendas e de 32% nos lucros


Liderando três novos relatórios de grandes analistas de mercado


Apesar de ter voltado a crescer na América do Norte


Terá de aplicar compromissos até 25 de julho