Nokia confirma que 5G é 90% mais eficiente no consumo de energia

2020-12-03 As redes 5G são até 90% mais eficientes em termos de energia por unidade de tráfego que as redes 4G tradicionais. A conclusão é de um estudo da Nokia, desenvolvido em parceria dom a Telefonica. O trabalho focou-se no consumo de energia da Rede de Acesso Rádio (RAN) na rede do operador espanhol. Tendo em conta que a implantação de redes 5G está configurada para aumentar dramaticamente o tráfego, isso torna crítico que a energia consumida não aumente na proporção, combatendo desta forma as alterações climáticas e apostando na sustentabilidade.

O estudo decorreu durante três meses e incluiu testes extensivos em onze cenários de carga de tráfego predefinidos diferentes, onde se mediuca energia consumida por Mbps com base na distribuição de carga de tráfego. Os resultados destacaram que a tecnologia 5G RAN é significativamente mais eficiente do que as tecnologias anteriores em consumo de energia por capacidade de tráfego de dados, com diversos recursos de hardware e software que ajudam a economizar energia. Foi utilizado o portfólio AirScale da Nokia, incluindo as soluções AirScale Base Stations e AirScale Massive MIMO Active Antenna, que combinou leituras reais de consumo de energia da estação base local em diferentes cenários de carga de tráfego, variando de 0 a 100%, bem como monitorização remota de consumo real de energia, através de sistemas de gestão de rede.

Segundo a Nokia, o 5G é uma tecnologia nativamente mais verde com mais bits de dados por quilowatt de energia do que qualquer geração anterior. No entanto, as redes 5G requerem mais ações para aumentar a eficiência energética e minimizar as emissões de CO2 que poderão surgir com o aumento exponencial de tráfego de dados.
Ambas as empresas estão alinhadas na ambição de limitar o aquecimento global a 1,5 graus. Em 2019, a Nokia entregou produtos com emissão zero a mais de 150 clientes em todo o mundo e está comprometida na redução das emissões das suas operações em 41% até 2030.  Em conjunto, estão ainda a desenvolver uma infraestrutura de rede de energia inteligente e recursos de economia de energia baseados na inteligência artificial.

"A nossa maior contribuição para superar os desafios de sustentabilidade do mundo é feita através das soluções e tecnologia que desenvolvemos e fornecemos. Damos grande importância a isso. A tecnologia da Nokia é projetada para ser eficiente em termos de energia durante a utilização, mas também requer menos energia durante a produção. Este importante estudo destaca como os operadores móveis podem compensar os ganhos de energia durante suas implementações, ajudando-as a serem mais ambientalmente responsáveis, ao mesmo tempo que lhes permite obter economias de custo significativas", diz Tommi Uitto, Presidente de Redes Móveis da Nokia.

Na sequência de uma multa de 220 milhões imposta pelo regulador da concorrência


Com IRC mínimo de 15% sobre os lucros das multinacionais


A acelerar sustentabilidade e impulsionar novas fontes de valor


Projeto está aberto a todos os stakeholders para capacitar toda a indústria


Deixando claro que não pretende avançar com uma compra do operador


Por violação das regras da proteção de dados