Vodafone e Equinix colaboram na construção de um hub digital em Génova

2021-02-25 A Vodafone e a Equinix acabam de anunciar planos para a construção de um novo hub submarino em Génova, designado GN1. O novo site (GN1) vai ser o ponto de ligação do cabo submarino 2Africa a Itália, posicionando o país como um ponto estratégico de interconexão de redes submarinas. O 2Africa é um dos maiores projetos de cabos submarinos do mundo, integrando diversos parceiros. O cabo vai circum-navegar o continente africano, conectando diretamente 16 países à Europa e ao Médio Oriente.

Isto irá proporcionar maior capacidade e fiabilidade no acesso à Internet, sustentando o crescimento do 4G, do 5G e da banda larga fixa para centenas de milhões de pessoas. O projeto também impulsionará o crescimento de economias cada vez mais digitalizadas em toda a Europa, fortalecendo a conectividade entre os países europeus.

Situada na costa noroeste de Itália, Génova possui uma história rica em termos de comércio marítimo e está bem posicionada para ser uma localização chave no mapa global das redes de cabos submarinos. A Vodafone, líder do consórcio no que respeita às ancoragens na Europa, vai fazer entrar o cabo 2Africa através de Génova, utilizando a instalação GN1 da Equinix como um ponto de interconexão estratégico para o sistema de cabo submarino, contribuindo para a criação de uma conectividade mais forte na Europa e para a construção de uma sociedade digital inclusiva para todos.

O site GN1 terá uma conexão em fibra direta com o ML5, o novo data center da Equinix a ser inaugurado em Milão, permitindo que os clientes da Equinix aumentem o número de parceiros com os quais se interligam e que expandam o seu alcance para novos mercados.
Esta combinação de fatores - desembarque do cabo 2Africa no novo site de Génova e a conexão direta com Milão - significa que o GN1 irá constituir uma alternativa nova, complementar e diversa para a região do Mediterrâneo. Na verdade, como o primeiro data center de Génova neutro em relação aos operadores, o GN1 oferecerá serviços de colocation e interconexão seguros e resilientes, bem como a capacidade de aproveitar diretamente os ecossistemas digitais e as instalações de colocation da Equinix em Milão. Possuirá uma capacidade equivalente a 150 gabinetes e uma área de colocação de, aproximadamente, 6.000 pés quadrados (560 metros quadrados).

O 2Africa deverá disponibilizar mais do que a capacidade total combinada de todos os cabos submarinos que servem atualmente o continente africano, estando projetado para chegar aos 180 Tbps em segmentos-chave do sistema. Este facto será vital para ajudar a construir uma sociedade digital preparada para a utilização de serviços que requerem elevadas transferências de dados, como a computação na nuvem ou o vídeo.

A necessidade de infraestruturas digitais robustas existe em todo o mundo e África não é exceção. O continente está a atravessar um período crítico de transformação e desenvolvimento da sua economia digital. Espera-se que, dentro de poucos anos, as tecnologias digitais sejam um fator que contribua para a melhoria da qualidade de vida dos africanos e para o desenvolvimento económico da região. A GSMA prevê que o número de utilizadores de Internet móvel em África irá continuar a crescer rapidamente, principalmente devido à popularização dos smartphones e às insuficiências das infraestruturas fixas, gerando um boom de novos serviços, como os pagamentos móveis, as mensagens instantâneas, o streaming de conteúdos e os vídeos de curta duração.

Entre os parceiros do projeto 2Africa estão a China Mobile International, Facebook, MTN GlobalConnect, Orange, stc, Telecom Egypt, Vodafone e WIOCC. O sistema dará apoio à digitalização em todo o continente africano, facultando maior capacidade, qualidade e disponibilidade de Internet entre África e o resto do mundo.

A responsabilidade pela atracagem do cabo 2Africa é repartida entre os parceiros, dependendo da localização. A Vodafone lidera os desembarques na Europa, assim como noutros sites selecionados. Como lar da interconnected cloud, a Equinix é um destino natural para os sistemas de cabos submarinos e uma porta de entrada para novas oportunidades para os operadores de sistema e para os seus clientes.

"O projeto 2Africa é de vital importância para melhorar a conectividade entre a Europa, a África e o Médio Oriente, e também irá beneficiar a conectividade intraeuropeia. Ao interligar Espanha e Portugal diretamente a Génova e Milão, o sistema evitará os estrangulamentos de fibra que ocorrem naturalmente entre França e Espanha, fortalecendo ainda mais as redes Gigabit da Vodafone", refere Nick Gliddon, Director, Vodafone Carrier Services.

Gastos vão atingir os 12 mil milhões de dólares no final deste ano, antecipa a IDC


Na sequência da integração na Capgemini e para agregar engenharia e I&D


Durante a pandemia plataforma da Google já retirou 800 mil vídeos


Nova unidade vai definir códigos de conduta para as relações entre os players


De acordo com os dados mais recentes da Forbes


Pondo um final em todos os litígios que envolviam os dois grupos


Supreme Court considera que não houve violação da propriedade intelectual


Embora receie o impacto desta nova realidade na cultura de empresa