YouTube deteta automaticamente 94% dos vídeos que violam as regras

2021-04-07 O YouTube já consegue detetar automaticamente 94% dos vídeos que violam as suas regras, depois do investimento que realizou em tecnologias de machine learning. Cerca de 75% dos vídeos são removidos antes de atingirem a marca das 10 visualizações. Desde 2018 já foram removidos mais de 83 milhões de vídeos e 7 mil milhões de comentários por violarem as regras e, no âmbito da pandemia foram tirados do ar cerca de 800 mil vídeos com informação falsa ou duvidosa sobre a Covid-19.
De acordo com a plataforma, e para aumentar a transparência sobre a eficácia dos seus sistemas, o YouTube vai passar a disponibilizar no seu relatório de aplicação das regras da comunidade uma nova métrica chamada taxa de visualização de conteúdo inadequado (VVR na sigla em inglês), que será atualizada a cada três meses.
A VRR tem como propósito ajudar a determinar a percentagem de visualizações de vídeos que violam as suas políticas. A taxa tem sido acompanhada desde 2017 e a plataforma diz que com o passar do tempo e com o aumento dos investimentos em tecnologia, tem apresentado uma queda.
"A taxa VVR mais recente está entre 0,16% e 0,18%. Isto significa que, a cada 10.000 visualizações no YouTube, 16 a 18 das mesmas são de vídeos que violam as nossas políticas", refere o YouTube em comunicado, onde diz que o valor é "70% menor em relação ao mesmo trimestre de 2017".


CEO da gigante diz que modelo do futuro passa pela flexibilidade


Grupo anunciou investimentos de 9 mil milhões desde janeiro


Avançando com proposta para alterar estratégia comunitária


Depois de uma queixa da Spotify sobre a App Store no ano passado


Revela relatório sobre Maturidade Digital da Minsait e SIA


Num negócio avaliado em cinco mil milhões de dólares


Com consolidação do posicionamento em áreas geograficamente estratégicas para o crescimento futuro