81% dos cibernautas fizeram chamadas de voz/vídeo online em 2022

2023-01-19

Instant messaging, chamadas de voz pela internet, leitura de notícias online, participação em redes sociais, música online e internet banking são os serviços digitais preferidos pelos utilizadores de internet do mercado nacional. Todos registaram ano passado níveis de utilização superiores a 50% entre os utilizadores. Cerca de 81% efetuaram chamadas de voz ou vídeo através da internet, mostram dados da Anacom.

No seu relatório sobre a utilização de serviços over-the-top (OTT) em Portugal e na União Europeia (UE) em 2022, que inclui as principais características dos consumidores destes serviços no segmento residencial, o regulador avança que o crescimento entre os utilizadores do número de chamadas de voz e vídeo através da internet foi de 2 pontos percentuais (p.p.) face a 2021. Um valor muito inferior ao verificado nos anos anteriores, de mais 9 p.p. em 2021 e +18 p.p. em 2020), embora se destaque que foram anos "marcados pela alteração de comportamentos dos consumidores, resultante da pandemia Covid-19". 

Ainda assim, no ano passado, Portugal continuava acima da média da UE27 (+9 p.p.) e ocupava a 8ª posição do ranking da utilização deste tipo de serviços. Considerando o total de indivíduos e não apenas os utilizadores de Internet, a penetração destes serviços é de 69%, mais 3 p.p.  que a média europeia, e Portugal ocupava a 13ª posição do ranking da UE27. Em 2019, Portugal ocupava o último lugar deste ranking.

Já o instant messaging foi utilizado por 92% dos utilizadores de internet, sendo que o nível de utilização deste tipo de aplicações em Portugal estava 12 p.p. acima da média da UE27, ocupando a 7ª posição no ranking. Caso se considere o total de indivíduos, e não apenas os utilizadores de Internet, a penetração deste serviço em Portugal seria de 78%. Segundo esta perspetiva, Portugal ficou 6 p.p. acima da média europeia, posicionando-se no 13º lugar do ranking da UE27.

Já cerca de 42% dos utilizadores de internet subscreveram serviços videostreaming on demand (+9 p.p. que em 2020) no ano passado, ficando o país na 16ª posição no ranking da UE27. Caso se considere o total de indivíduos, e não apenas os utilizadores de Internet, a penetração destes serviços em Portugal seria de 36% em 2022 (+9 p.p. que em 2020), ocupando Portugal a 17ª posição do ranking da UE27.

O comunicado da Anacom refere ainda que a leitura de notícias online, a participação em redes sociais, a música online e a internet banking foram outros dos serviços com níveis de participação superiores a 50%. A utilização de redes sociais e o acesso a informação online em Portugal foi significativamente superior à média da UE27, sendo que o e-commerce foi mais popular na UE27 que em Portugal.

Em 2022, a internet banking foi dos serviços que mais cresceu entre os utilizadores de internet, tendo ainda ultrapassado a média da UE27. Numa perspetiva de distribuição regional, destacam-se os utilizadores da região da área metropolitana de Lisboa (73%), com maiores níveis de utilização de internet banking, em oposição aos do Alentejo e do Algarve (59% e 60%, respetivamente). 

As pessoas mais jovens, com o ensino superior e estudantes apresentaram uma maior propensão para a utilização dos diversos serviços OTT analisados, tal como ocorre na média da UE27. No entanto, para alguns serviços OTT o crescimento anual foi maior para os grupos com menor utilização, como é o caso dos reformados e indivíduos com mais idade, tanto na realização de chamadas de voz e vídeo pela Internet como na utilização de instant messaging.


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Vencedores desta 2ª edição deverão conhecidos a 30 de março


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Reforçando presença ibérica


2023-01-26 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom sobre as obrigações de cumprimento dos operadores


2023-01-25 | Atualidade Nacional

Poderão gerar quase 9 mil milhões de euros de riqueza


2023-01-25 | Atualidade Nacional

AP investe 8,9 milhões de euros em cibersegurança em 2022


2023-01-20 | Atualidade Nacional

Medida está entre as prioridades já definidas na CRESAP


2023-01-19 | Atualidade Nacional

Reiterando necessidade de maior colaboração entre os grupos