Altice sobe receitas em 11,5% no 1º trimestre do ano

2022-05-17 Graças ao sólido e crescente desempenho operacional dos negócios de consumo e serviços empresariais, a Altice Portugal registou no primeiro trimestre do ano um aumento das receitas totais em 11,5% face a período homólogo. Também o EBIDTA subiu 8,7%, num período em que foram investidos 102,9 milhões de euros.
No total, o operador registou receitas totais de 612,5 milhões de euros e um EBITDA de 222 milhões. Em comunicado, o grupo assegura ter reforçado "a posição de liderança global no mercado nacional das comunicações eletrónicas, em resultado de uma forte dinâmica comercial, tendo apresentado neste trimestre um crescimento da base de clientes".
Assim, nos três primeiros meses do ano registou mais 215,3 mil adições líquidas no negócio móvel, das quais 96,4 mil em clientes pós-pagos. Os serviços fixos conseguiram mais 32,3 mil adições líquidas e os clientes únicos do segmento consumo cresceram 14,1 mil durante os últimos 12 meses, "alavancados na manutenção do ritmo de adições e da manutenção do churn em níveis record".
O investimento totalizou 102,9 milhões de euros no 1º trimestre, refletindo o reforço da capacidade na rede móvel, aposta no 5G e na expansão da rede, atingindo 6,1 milhões de casas servidas com fibra ótica. No total, adicionou mais 65 mil novas casas. O reforço da rede móvel impulsionou uma penetração do 4G para 99,8% no trimestre.
O comunicado relembra que a MEO, marca do segmento de consumo, obteve a distinção da operadora com menor número de reclamações por mil clientes em 2021, segundo dados do regulador português em março. Em paralelo, a MEO manteve a distinção de "O Melhor do Teste - Internet Móvel", de acordo com dados da Deco Proteste.
Por segmentos de mercado, as receitas do segmento consumo atingiram 313,9 milhões de euros no 1º trimestre, representando uma variação homóloga de +2,7%. O número de clientes únicos cresceu 0,9% nos últimos 12 meses. Nos serviços empresariais, as receitas demonstraram um forte desempenho, fixando-se em 298,6 milhões de euros, o que se traduziu numa variação homóloga de +22,7% ou de +5,2%, excluindo a contribuição da Unisono no 1º trimestre de 2022, empresa adquirida em agosto de 2021.
"O sólido desempenho financeiro do trimestre resultou do processo de transformação do mix das receitas, com fluxo crescente das novas linhas de negócio não-telco, que representam um peso significativo na estrutura global do segmento", adianta o comunicado.


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Reuters Digital Report mostra aumento da utilização das redes sociais


2022-06-23 | Atualidade Nacional

De acordo com o Barómetro E-Commerce - 1ª vaga de 2022


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Abertura do Banco CTT a parceiros está entre os planos


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Parlamento espera concluir trabalhos até final de julho


2022-06-23 | Atualidade Nacional

De acordo com o mais recente relatório do Observatório de Cibersegurança


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Através da subsidiária Softinsa


2022-06-22 | Atualidade Nacional

Para o desenvolvimento de soluções de realidade aumentada


2022-06-22 | Atualidade Nacional

Coliderando investimento de dois milhões de euros