Altice volta a abrir venda da subsidiária portuguesa ao mercado

2024-07-09

Aparentemente falhadas as negociações exclusivas com a saudita STC para a venda da Altice Portugal, por desacordo quanto ao preço, o grupo Altice estará de novo no mercado à procura de interessados. O consórcio do fundo norte-americano Warburg Pincus,que tem como parceiro o português António Horta Osório, já disse estar disponível para avaliar uma "potencial oferta vinculativa" para comprar a subsidiária nacional. 
De acordo com notícias do ECO,  o líder da Altice, Patrick Drahi, terá rompido na semana passada as negociações exclusivas com a saudita STC, por não concordarem com o preço. O empresário aponta para um valor em torno dos oito mil milhões de euros, mas a avaliação do assessor financeiro da STC, o banco de investimento Morgan Stanley, apontava para um desajustamento do preço, pedindo nova due diligence para rever valores.
Entretanto, o Jornal Económico avança que os assessores da Altice já estão novamente a convidar novos potenciais interessados, sobretudo fundos de investimento. E o Expresso avança que o consórcio que junta Warburg Pincus, Zeno Partners e Horta Osório está disponível para voltar a negociar compra da Altice Portugal. Em declarações no podcast do Expresso Money Money Money, o gestor admite o regresso à mesa das negociações, se o consórcio for convidado.
"O que eu posso dizer é que se os acionistas resolverem retomar o processo e quiserem falar connosco sobre o assunto, eu e os meus sócios estamos disponíveis para analisar e para, potencialmente, submeter uma oferta vinculativa. O processo tem estado parado e, obviamente, depende de o vendedor acelerar ou não esse processo. Nós estaremos disponíveis para aquilo que ele pretende fazer", afirmou António Horta Osório, convidado do podcast Money Money Money, avança o Expresso.
O ex-bancário defende ainda que a Altice Portugal é uma empresa "especialmente importante, não só por ser líder, mas pelo facto de ter ativos importantes", citando os casos dos centros de dados, dos cabos submarinos e dos laboratórios. Por isso, "faz sentido como todo. É uma empresa que tem enorme potencial. Gostava de relembrar que já foi uma das maiores empresas portuguesas".
 


2024-07-18 | Atualidade Nacional

Com a criação de até mil postos de trabalho altamente qualificados


2024-07-18 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom para o 1º trimestre


2024-07-18 | Atualidade Nacional

Pelo 5º semestre consecutivo


2024-07-16 | Atualidade Nacional

Gov.pt passa a ser canal único de entrada


2024-07-12 | Atualidade Nacional

Desenvolvido para a triagem de salmões invasores na Noruega


2024-07-11 | Atualidade Nacional

Projeto envolve NOS e decorre até 2026


2024-07-10 | Atualidade Nacional

Abrangendo várias frentes de cooperação


2024-07-10 | Atualidade Nacional

De acordo com ranking da inovação da CE