Anacom: ofertas 3P e 4P fazem subir preços em 1,4% em abril

2022-05-24 Em abril, os preços das comunicações subiram, em média, 1,4% face ao mês anterior, graças ao aumento de preços de algumas das ofertas de pacotes de serviços, particularmente as 3P. Em termos homólogos, a subida foi de 3,3%. Os dados são da Anacom, tendo em conta o o respetivo sub-índice do Índice de Preços do Consumidor (IPC).
Segundo o regulador, a "a taxa de variação média dos preços das telecomunicações nos últimos doze meses foi de 1,5%, ou seja, 1,3% abaixo da registada pelo IPC (2,8%)", diz o regulador, que adianta em abril os três grandes operadores nacionais aumentaram as mensalidades médias dos primeiros 24 meses de algumas ofertas de pacotes 3P (triple-play) entre 2,6% e 11,1%. Já nas ofertas 4P, registaram-se aumentos entre 1,8% e 8,2%. Destaca, no entanto, que a NOS desceu os preços entre 3,2% e 5,7% em pelo menos três ofertas.
Relativamente à comparação com a taxa de variação média de preços das telecomunicações na UE, subiram 0,9% no mercado nacional, com o país a registar o 9º aumento mais elevado. O maior aumento de preços registou-se na Eslováquia (5,2%) e o país que mais desceu preços foi a Bulgária, com 5,3%. A média geral da União Europeia aumentou 0,6%.
Na sua análise a longo prazo e em termos acumulados, o regulador diz ainda que os preços cresceram 12,5% desde o final de 2010 e o IPC cresceu 18,4%. "Entre 2015 e 2019, a variação acumulada dos preços das telecomunicações foi superior à variação acumulada do IPC devido aos ajustamentos de preços efetuados pelos principais prestadores", diz.
Já a partir de maio de 2019, houve uma maior diminuição na divergência dos dois índices, pela imposição de um preço máximo das chamadas e SMS a nível da União Europeia. Caso contrário, estima-se que teriam crescido 16,2% desde o final de 2010, estando abaixo 2,2% da variação do IPC.
No leque de 13 serviços e ofertas disponíveis no mercado, a NOWO disponibiliza as mensalidades mais baixas em oito dos casos. A MEO e a Vodafone têm duas ofertas com mensalidades mais baixas e a NOS tem para apenas um. Numa análise homóloga, indica-se que se registaram 23 aumentos de preços de serviços (oito da MEO, quatro da NOS, três da Vodafone e oito da NOWO) e duas diminuições (uma da NOWO e outra da Vodafone). Com destaque para os aumentos das mensalidades das ofertas 4P e 5P da MEO, da NOS e da Vodafone, ocorrido em maio e junho de 2021, e da MEO, em abril de 2022".


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Reuters Digital Report mostra aumento da utilização das redes sociais


2022-06-23 | Atualidade Nacional

De acordo com o Barómetro E-Commerce - 1ª vaga de 2022


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Abertura do Banco CTT a parceiros está entre os planos


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Parlamento espera concluir trabalhos até final de julho


2022-06-23 | Atualidade Nacional

De acordo com o mais recente relatório do Observatório de Cibersegurança


2022-06-23 | Atualidade Nacional

Através da subsidiária Softinsa


2022-06-22 | Atualidade Nacional

Para o desenvolvimento de soluções de realidade aumentada


2022-06-22 | Atualidade Nacional

Coliderando investimento de dois milhões de euros