Apritel e NOS contestam conclusões do estudo do regulador sobre preços

2020-02-28 A associação que representa os operadores de comunicações veio de novo contestar o estudo da ANACOM e a conclusão de que são mais caros que a média europeia. Em declarações à Lusa, a NOS também acusa o regulador de "fazer afirmações gratuitas e tirar conclusões que não correspondem à verdade e primam por falta de sustentação ou fundamento".

"É com surpresa que a NOS vê o regulador do setor fazer afirmações gratuitas e tirar conclusões que não correspondem à verdade e primam por falta de sustentação ou fundamento", disse em afirmações à Lusa uma fonte oficial do operador de comunicações, questionada sobre o estudo ontem divulgado pela ANACOM sobre os preços das comunicações.

"É nosso entendimento que o comportamento do regulador é, do ponto de vista institucional, de tal forma inaceitável que não nos merece qualquer comentário", acrescentou a mesma fonte.

Também a Apritel se mostra perplexa e diz que o regulador faz "afirmações e retira conclusões que não estão corretas e que não levam em conta os critérios bem fundamentados do referido estudo, não contribuindo para o adequado esclarecimento dos consumidores".

Adianta ainda em comunicado que e "está a analisar em detalhe o documento publicado e não deixará de se pronunciar sobre o mesmo". Recorde-se que o estudo do regulador, divulgado ontem, concluiu que entre 2009 e 2019, os preços das comunicações nacionais aumentaram 7,6%, enquanto na União Europeia diminuíram 9,9%.


2021-05-07 | Atualidade Nacional

Lucros mais que duplicam até março


2021-05-07 | Atualidade Nacional

Fase principal decorre desde 14 de janeiro


2021-05-07 | Atualidade Nacional

Melhores projetos podem vir a ser investidos pelo Fundo NOS 5G


2021-05-07 | Atualidade Nacional

Defende o secretário de Estado para a Transição Digital em entrevista ao Jornal Económico


2021-05-07 | Atualidade Nacional

No âmbito do que foi anunciado no Fórum Portugal Digital


2021-05-06 | Atualidade Nacional

Fixação do valor ainda não está determinado


2021-05-05 | Atualidade Nacional

Governo nomeou grupo de trabalho para analisar setor


2021-05-05 | Atualidade Nacional

Mantendo os indicadores de qualidade atuais, em vigor desde 2019


2021-05-05 | Atualidade Nacional

Operadores terão de cobrir 100 freguesias com banda larga móvel a pelo menos 100 Mbps