BI4ALL reúne tech trends que vão marcar 2022

2022-01-13 Data Fabric, Inteligência Artificial Generativa, Foco na Experiência do Cliente e Decisões Inteligentes são algumas das tendências tecnológicas que vão marcar este ano e impactar os negócios das organizações. Num mundo cada vez mais digital, as soluções tecnológicas inovadoras levam a decisões mais inteligentes, investimentos mais certeiros e novas oportunidades de negócio para as organizações, garante a BI4ALL, que reuniu as grandes tendências tecnológicas para 2022.
Se o ano se iniciou com a pandemia a marcar o ritmo da sociedade, todos os decisores sabem e reconhecem que as soluções tecnológicas inovadoras representam decisões mais inteligentes, investimentos mais certeiros e novas oportunidades de negócio. Acresce que com a pegada digital a aumentar, os dados são soberanos para estratégias de negócio eficientes e só com as soluções tecnológicas corretas consegue transformar a imensidão de dados a que hoje temos acesso em vantagens verdadeiramente competitivas e diferenciadoras para a sua empresa.
Entre as grandes tendências para o ano que agora começou está o Foco na Experiência do Cliente. Todas as pessoas alteraram a forma como fazem compras, assim como os seus padrões de consumo. Segundo a SalesForce, 80% dos clientes concordam que a experiência que uma empresa oferece é tão importante quanto os seus produtos ou serviços. As soluções de data analytics e inteligência artificial (IA) permitem que as organizações conheçam melhor os seus clientes, proporcionando-lhes experiências mais direcionadas e adequadas aos seus gostos, tendências e necessidades. Sendo, de acordo com a Gartner, a Total Experience uma das tendências que marcará o ano, torna-se fundamental o suporte e atendimento ao cliente em toda a jornada de compra ou no contacto com a empresa, seja na experiência digital ou presencial. Como tal, só com uma correta análise de dados e aproveitando toda a informação disponível sobre os clientes, as empresas conseguem responder eficazmente às expectativas.
Inteligência Artificial Generativa é outra das tendências, tendo o potencial de criar novas formas de conteúdo criativo e acelerar os ciclos de R&D. A Gartner diz que até 2025 a IA generativa, algoritmos que produzem conteúdos multimédia sozinhos depois de aprenderem com exemplos, representará 10% de todos os dados produzidos contra menos de 1% atualmente. Sendo o seu uso amplo, poderá criar desde código de software ou desenvolver medicamentos, por exemplo e é uma evolução do que já é aplicado atualmente no mercado.
Outra das tendências apontadas este ano é o Data Fabric, que funciona como uma ligação entre diversas fontes de dados e utilizadores de negócio, conseguindo assim ter os dados disponíveis em qualquer lugar. Pode reduzir os esforços de gestão de dados até 70%, segundo a Gartner.
A migração para a cloud mantém-se como tendência que traz rapidez, eficiência e segurança às empresas. Os ambientes de multicloud e cloud híbrida continuarão a crescer, sendo que ambos os conceitos têm benefícios para o negócio. Assim, é importante que cada empresa avalie as suas necessidades e objetivos de forma a optar pelo melhor investimento a fazer.
Outra tendência é a Hiperautomação. A Forrester diz que as empresas europeias vão investir até 3,3 mil milhões de euros em automação para impulsionar a produtividade, o que mostra que a automação continua a ser uma tendência nos próximos tempos. Ter processos automatizados aumenta a produtividade e a eficiência, ao mesmo tempo que reduz os custos e os erros. Fluxos de trabalho mais ágeis trazem melhores resultados e permitem libertar os colaboradores para tarefas mais estratégicas e criativas. Esta abordagem combina a automação robótica dos processos (RPA) e a Inteligência Artificial para melhorar a tomada de decisão. As plataformas de hiperautomação podem ser aplicadas nas tecnologias que as empresas já possuem, melhorando a performance e o desempenho com menos custos.Por último, destaca-se a tendência das Decisões Inteligentes, que se baseia na compreensão e estruturação da forma como as decisões são tomadas, através da tecnologia, tendo como base a integração de dados, modelos de analítica e plataformas que suportam e automatizam as decisões. A partir daqui, é possível avaliar e melhorar continuamente as decisões, para analisar se está no caminho certo, garantindo assim maiores vantagens competitivas. A decisão inteligente pode apoiar e melhorar a tomada de decisões humanas e, potencialmente, automatizá-la através do uso de análises aumentadas, simulações e IA.


2022-05-26 | Atualidade Nacional

Garantindo que vai elaborar "novo dispositivo legal que respeite limites" do TC


2022-05-24 | Atualidade Nacional

"Summer School for Female Leadership in the Digital Age"


2022-05-24 | Atualidade Nacional

Assim como nos processos de averiguações


2022-05-24 | Atualidade Nacional

Regulador adianta que taxa média de variação de preços num ano foi de 1,5%


2022-05-19 | Atualidade Nacional

Com várias soluções inteligentes já instaladas no município


2022-05-18 | Atualidade Nacional

De acordo com os dados mais recentes do Eurostat


2022-05-18 | Atualidade Nacional

Primeiro-ministro destaca importância do projeto para o país


2022-05-17 | Atualidade Nacional

Onde será necessário instalar redes de comunicações de elevada capacidade