Deloitte reconhece bons desempenhos empresariais em Portugal

2024-05-23

A Deloitte acaba de anunciar os vencedores da 36ª edição dos Investor Relations & Governance Awards (IRGAwards), iniciativa anual que premeia a contribuição dos líderes e das organizações para o desenvolvimento do mercado e da economia nacional. Este ano, os líderes nacionais foram convocados a refletir sobre as potencialidades e o impacto da inteligência artificial (IA) no desenvolvimento da sociedade, quer do ponto de vista humano, quer empresarial. 
Com o tema ‘Upscaling human strength', os IRGAwards tiveram como principal mote a transformação digital em curso nas organizações, mostrando o impacto da evolução da tecnologia nos mercados. A edição decorreu no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, e contou com a participação especial de Nina Schick, especialista em IA e pioneira na identificação desta tecnologia como ponto de viragem para a Humanidade.
Para o apuramento dos elegíveis aos prémios CEO Award e CFO Award, foram considerados os profissionais que tenham exercido a sua função, durante o maior período em 2023, numa empresa cotada na Bolsa de Lisboa, numa entidade de interesse público ou num grupo económico com um volume de negócios igual ou superior a 400 milhões de Euros. No que se refere ao IRO Award, foram considerados como elegíveis os profissionais que exerceram a sua função numa empresa cotada na Bolsa de Lisboa, durante o maior período no mesmo ano.
Os vencedores foram posteriormente deliberados pelo Júri da iniciativa, presidido por Vítor Bento, juntamente com outras personalidades com experiência relevante no mercado financeiro e não financeiro: Álvaro Nascimento, Ana Pinho, António Esteves, Céline Abecassis-Moedas, Duarte Pitta Ferraz, Isabel Furtado, João Moreira Rato, Nuno Gracias Fernandes, Patrícia Teixeira Lopes e Pedro Siza Vieira.
Vítor Bento, presidente do júri, refere que "perante contextos económicos e geopolíticos desafiantes, como foi o caso em 2023, é imperativo continuar a distinguir os bons exemplos empresariais que contribuem ativamente para tornar a nossa economia mais robusta. Os vencedores desta noite personificam essa capacidade de liderar e de adaptar as estratégias das organizações às novas exigências do mercado".

"Os IRGAwards continuam a ser um importante instrumento na promoção e distinção dos líderes e organizações no mercado português. Este reconhecimento, necessário em tempos desafiantes e incertos como os que vivemos atualmente, é um impulso para continuarmos a apoiar o desenvolvimento e crescimento do país. Os gestores e projetos hoje distinguidos não se limitam a procurar apenas a mudança, lideram-na.", acrescentou António Lagartixo, CEO e Managing Partner da Deloitte. 
Os vencedores da 36ª edição dos IRGAwards são:
- Lifetime Achievement Award: Diane Villax- Esta distinção, que resulta de uma deliberação direta do júri, foi atribuída a Diane Villax, Founder Chairman da Hovione, pelo trabalho desenvolvido em prol da ciência e da investigação no setor farmacêutico ao longo dos últimos 65 anos.
- CEO Award: Paulo Macedo (Caixa Geral de Depósitos) - Este prémio destaca a excelência na atuação dos líderes ao longo ano de 2023. Estavam igualmente nomeados nesta categoria João Manso Neto (Greenvolt), Miguel Maya (Banco Comercial Português) e Miguel Stilwell d'Andrade (EDP).
- CFO Award: Miguel Bragança (Banco Comercial Português) - Nesta categoria que reconhece os gestores que mais contribuíram para a robustez financeira das organizações estão também nomeados: Cristina Rios de Amorim (Corticeira Amorim), Maria João Carioca (Galp) e Rui Teixeira (EDP).
- IRO Award: Ana Fernandes (Greenvolt) - Este prémio é o reconhecimento do desempenho nas relações com os investidores e o mercado de capitais. Estavam nomeados nesta categoria: Bernardo Collaço (Banco Comercial Português), Cláudia Falcão (Jerónimo Martins) e Miguel Viana (EDP).
- Sustainability Initiative Award: Revigrés - Com o Plano Integrado para a Descarbonização e Eficiência Energética. A categoria reconhece os projetos ou iniciativas que com impacto significativo num, ou mais, pilares da sustentabilidade iniciados ou concretizados em 2023. Entre os nomeados estavam ainda: a Águas do Tejo Atlântico com o projeto O Caminho Linear para a Circularidade da Água, a Caixa Geral de Depósitos com o projeto O Rating ESG e a digitalização da comunicação às empresas e a Casais com o projeto Industrialização da Construção: piloto de Guimarães.
- Transformation Award: NORS com o Programa de Transformação CORE - Nesta categoria que avalia os projetos ou iniciativas com impacto significativo na transformação das atividades ou negócio das empresas no último ano, estiveram também nomeados: a Bondalti com o projeto ElectroLithium e a Volkswagen Autoeuropa com o projeto Digitalisation: Data Driven Factory.
 


2024-06-06 | Atualidade Nacional

Estudo da Minsait revela que é a principal motivação do investimento


2024-06-06 | Atualidade Nacional

Com subida no segmento de consumo e recuo no empresarial


2024-06-06 | Atualidade Nacional

Novos órgãos sociais do triénio 2024-2026


2024-06-06 | Atualidade Nacional

Para colocar Portugal na linha da frente na regulamentação da IA


2024-06-06 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom para o 1º trimestre


2024-06-05 | Atualidade Nacional

Ignition permite co-construir projetos-piloto para soluções disruptivas


2024-06-05 | Atualidade Nacional

Para ampliar posição como hub estratégico para redes terrestres e submarinas


2024-06-05 | Atualidade Nacional

Nos serviços de armazenamento de dados, segurança e resiliência