Encomendas impulsionam resultados dos CTT no 1º trimestre

2021-05-07 A pandemia da Covid-19 e o confinamento fizeram disparar o negócio de encomendas dos CTT no 1º trimestre deste ano. O desempenho recorde do negócio permitiu ao grupo postal mais do que duplicar os lucros face a igual período de 2020, para um total de 8,7 milhões de euros. As receitas subiram 14,1%, para 205,3 milhões de euros.
De acordo com o relatório dos resultados trimestrais, olhando para os vários segmentos, as receitas do negócio de expresso e encomendas atingiram um recorde de 63,4 milhões de euros, graças ao e-commerce. Já o correio mantém a redução nas receitas, recuando 1,4% nos primeiros três meses, face à menor dependência do correio normal, enquanto o correio registado e internacional de chegada ganha uma maior importância. Ainda assim, este segmento continua a ser o mais expressivo nas receitas, correspondendo a cerca de 53% do montante total.
Já o EBITDA subiu 22,3% para 29,1 milhões de euros. Quanto à dívida líquida consolidada, fixava-se nos 63,4 milhões no final de março, menos 8 milhões do que no final do ano passado.

2021-06-15 | Atualidade Nacional

Pós-pandemia é uma oportunidade de reinvenção através da tecnologia


2021-06-14 | Atualidade Nacional

No âmbito da colaboração e da conjugação de esforços


2021-06-14 | Atualidade Nacional

Para alavancar o empreendedorismo através do 5G


2021-06-04 | Atualidade Nacional

Destacando que cobertura total com 4G será essencial


2021-06-04 | Atualidade Nacional

Processo já bateu todos os recordes de duração


2021-06-02 | Atualidade Nacional

Para destacar a importância da dimensão ética na era digital


2021-06-02 | Atualidade Nacional

Para ligar em alta velocidade a Europa à América do Sul a partir de Sines