ISEG associa-se à SIBS para analisar impacto económico e social da pandemia

2020-05-19 A SIBS e o ISEG estabeleceram uma parceria, no âmbito do SIBS Analytics, um serviço de business intelligence, com o objetivo de analisar e avaliar o real impacto económico e social da pandemia da COVID-19. A base será a informação relevante sobre os comportamentos de consumo em Portugal desde o aparecimento do primeiro caso.

Entre outros modelos de colaboração, prevê-se medir os efeitos das medidas implementadas e a implementar pelo Governo para o relançamento da economia, abordando temas como as alterações nos padrões de consumo e de investimento, digitalização dos meios de pagamento, a informalidade da economia nacional e o uso de tecnologias de informação pelos portugueses.

Com esta colaboração, que será mantida de forma continuada, o ISEG reforça a sua capacidade de investigação, através de dados disponibilizados pela SIBS, agregados e despersonalizados, sobre operações de pagamentos eletrónicos e de numerário realizadas em Portugal nas últimas semanas, assim como do histórico de meses e anos anteriores para uma análise comparativa e mais profunda.

Por seu turno, o ISEG contribui para esta parceria com o know-how científico,  analítico e econométrico, através da criação de relatórios e artigos académicos com os resultados da respetiva investigação sobre os dados fornecidos no âmbito do SIBS Analytics.

No contexto atual da COVID-19, serão produzidos artigos académicos sobre o potencial impacto e evolução de indicadores e modelos económicos caracterizadores da economia em Portugal, em função da presente crise, assim como os efeitos das medidas implementadas e a implementar pelo Governo. É ainda objetivo das duas entidades definir um Índice macroeconómico SIBS-ISEG e contribuir para a projeção de indicadores e modelos económicos universais, como o Consumo Interno Bruto, e para apoiar a projeção de tendências e ciclos económicos.

"O SIBS Analytics, serviço inovador de business intelligence, proporciona o acesso a mais de mil milhões de indicadores sobre o consumo em Portugal, permitindo uma visão 360º, para suportar a formulação de estudos concretos e assertivos, com conclusões válidas sobre esta época difícil que estamos a viver e que ajudem as empresas e o Governo a tomarem decisões estruturais que protejam toda a população e a economia nacional. Esta parceria reforça o posicionamento da SIBS como uma entidade parceira de referência para a área de data insights das instituições em Portugal", sublinha Madalena Cascais Tomé, CEO da SIBS.

"O ISEG, com o seu reconhecido know-how analítico e econométrico, que coloca ao serviço da sociedade, não está alheio ao atual contexto pandémico e suas repercussões no país. Com vista a contribuir para a melhor caracterização do estado da economia e  apoiar a tomada de decisões mais informadas, o ISEG associa-se à SIBS para, com novos dados, poder  avaliar o impacto económico e social desta crise. Esta parceria permitirá ao ISEG reforçar o seu posicionamento como entidade de referência na área de investigação económica e empresarial", acrescenta Clara Raposo, Presidente do ISEG.

Com este serviço de business intelligence, as estatísticas SIBS estão disponíveis para estudos académicos ou para suporte à formulação de decisões de negócio empresariais.


2021-01-22 | Atualidade Nacional

Iniciativa liderada pela Microsoft Portugal


2021-01-22 | Atualidade Nacional

Há um lote que ainda não registou qualquer procura


2021-01-20 | Atualidade Nacional

Para dar resposta ao novo período de confinamento


2021-01-20 | Atualidade Nacional

Operação terá decorrido em agosto do ano passado


2021-01-15 | Atualidade Nacional

Propostas ultrapassam 180 milhões de euros


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Estabelecem novas regras do estado de emergência


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Ao contabilizar mais de 96 mil novos registos em 2020


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Superando as metas propostas, avança com novas ofertas


2021-01-12 | Atualidade Nacional

Depois de 8 dias de licitações e 44 rondas


2021-01-08 | Atualidade Nacional

Grupo Bel, de Marco Galinha, é o comprador