Mais de 86% das famílias dispõem de redes de alta velocidade

2023-09-14

A taxa de adesão a serviços de alta velocidade em local fixo das famílias portuguesas atingiu no final de junho os 86,4%. O número de clientes de serviços fixos de alta velocidade cresceu 5,2%, faca ao ano passado, para um total de 3,6 milhões. Sendo que 9 em cada 10 novos clientes contrataram serviços suportados em redes de fibra. Os dados são da Anacom.

Mostram ainda que as taxas de penetração foram superiores à média em Lisboa (98,5%), nos Açores (96,4%), na Madeira (93,9%) e no Algarve (92,7%). No primeiro semestre do ano, 89,7% dos acessos de banda larga fixa eram de banda larga ultrarrápida, numa subida de 2,3 pontos percentuais, face ao mesmo período no ano passado.

Os acessos de banda larga com velocidades de download entre 100 Mbps e 400Mbps representavam 44,1% do total, com um reforço de 7,1% em termos homólogos. Já 36,5% dos acessos tinham velocidades entre 400 Mbps e 1Gbps, mais 5,5%, e 9,1% tinham velocidades iguais ou superiores a 1 Gbps, mais 3,9&.

O regulador das comunicações indica ainda que no final do 1º semestre, cerca de 6,1 milhões de alojamentos estavam cablados com uma rede de alta velocidade. O crescimento registado, de 1,2%, foi inferior ao do mesmo período em 2022 (3,2%). A cobertura de redes de alta velocidade ficou nos 94,2%, mais 1,1 p.p., sendo que as áreas metropolitanas da Madeira, Açores e Lisboa registaram coberturas acima da média.

Destaque ainda para o crescimento do número de alojamentos cablados na região Centro (mais 3,2%) e no Algarve (mais 2,5%), onde a cobertura de redes de alta velocidade se aproximou da média nacional. Ao todo, cerca de 69,6% dos alojamentos e estabelecimentos cablados terão sido utilizados para prestar serviços a clientes residenciais e não residenciais.

O número de alojamentos cablados com fibra ótica atingiu a marca dos 6 milhões, tendo subido 1,6% e alcançado uma cobertura de 92,3%. Deste conjunto, 49,7% alojamentos e estabelecimentos cablados com FTTH foram efetivamente utilizados. Os Açores, Norte, Lisboa e Alentejo contavam com taxas de adoção de FTTH superiores à média nacional. Só na Madeira é que esta taxa foi inferior a 40%.

Já o número de alojamentos cablados com acessos de alta velocidade suportados em redes de TV por cabo (HFC) manteve-se idêntico ao que foi verificado no período homólogo em 2022, com 3,7 milhões e com uma cobertura de 57,8% no primeiro semestre de 2023.

 

 


2024-07-18 | Atualidade Nacional

Com a criação de até mil postos de trabalho altamente qualificados


2024-07-18 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom para o 1º trimestre


2024-07-18 | Atualidade Nacional

Pelo 5º semestre consecutivo


2024-07-16 | Atualidade Nacional

Gov.pt passa a ser canal único de entrada


2024-07-12 | Atualidade Nacional

Desenvolvido para a triagem de salmões invasores na Noruega


2024-07-11 | Atualidade Nacional

Projeto envolve NOS e decorre até 2026


2024-07-10 | Atualidade Nacional

Abrangendo várias frentes de cooperação


2024-07-10 | Atualidade Nacional

De acordo com ranking da inovação da CE