Nokia abre novo centro de I&D de redes 5G e desenvolvimento do 6G

2022-11-28

A Nokia inaugurou oficialmente um novo centro de I&D em Alfragide, na Amadora, onde está localizada a sua sede. O centro tecnológico está focado nas redes 5G e no desenvolvimento do 6G, estando prevista a criação de 100 postos de trabalho nos próximos dois anos em várias áreas.

Empregando neste momento 2,8 mil pessoas no mercado nacional, a subsidiária portuguesa do grupo finlandês está, como considera o seu diretor-geral, Sérgio Catalão, apostada na continuidade e solidez da operação no país, reforçada mais uma vez com a colaboração do Governo. 

"Este projeto reforça o nosso compromisso com a transição digital de Portugal, fazendo uso da nossa liderança tecnológica, de uma forte cooperação com o meio académico, e continuando a desenvolver a nossa equipa e a atrair os melhores talentos", refere o gestor em comunicado. Onde se adianta que o novo centro pretende atrair talentos altamente qualificados, que se irão focar no desenvolvimento de software para componentes chave das redes móveis 5G e futuro 6G, desde a análise, especificação e desenvolvimento, até à fase de teste. Para kisso, pretende-se "reunir profissionais de diversas áreas, incluindo engenheiros de software, e responsáveis técnicos e de produto, que irão trabalhar com equipas de todo o mundo".

"Este centro irá contribuir para o reforço da nossa liderança em tecnologia 5G e suportará a nossa ambição de nos tornarmos uma empresa pioneira em redes móveis 6G", destaca Tommi Uitto, presidente da área de Mobile Networks da Nokia.

"O ecossistema tecnológico vibrante, talentos altamente qualificados, a estabilidade do país, e a localização na Europa são fatores determinantes para a escolha da Nokia em instalar o seu centro de investigação e desenvolvimento em Portugal", onde o grupo detém vários centros de competências e inovação.  Sendo uma das empresas que se destaca entre as tecnológicas que decidiram localizar no país áreas de desenvolvimento, tem também centros de serviços que gerem remotamente redes de comunicações para alguns dos principais operadores mundiais. 

 


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Vencedores desta 2ª edição deverão conhecidos a 30 de março


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Reforçando presença ibérica


2023-01-26 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom sobre as obrigações de cumprimento dos operadores


2023-01-25 | Atualidade Nacional

Poderão gerar quase 9 mil milhões de euros de riqueza


2023-01-25 | Atualidade Nacional

AP investe 8,9 milhões de euros em cibersegurança em 2022


2023-01-20 | Atualidade Nacional

Medida está entre as prioridades já definidas na CRESAP