PME portuguesas mais confiantes na capacidade de atração e retenção de talento

2022-06-29 As PME portuguesas sentem-se mais confiantes para atrair e reter talento do que antes da pandemia. Cerca de 60% acredita que poderá contratar novos colaboradores em número suficiente para satisfazer as exigências da sua empresa no próximo ano. E mais de metade está satisfeita com a sua capacidade para recrutar talento. Os dasos são do estudo ‘Small Business, Big Opportunity?', realizado pela Sage.
Este trabalho da líder de mercado em soluções de gestão empresarial na cloud procurou descobrir como mudaram as intenções de contratação das pequenas e médias empresas (PME) portuguesas, e como estas percecionam o crescimento de emprego após a pandemia.
De acordo com o estudo, com a estabilização gradual da crise sanitária, as PME estão otimistas quanto à evolução do mercado de trabalho. Apesar de fenómenos como a "Grande Renúncia" (‘Great Resignation') estarem a crescer em algumas partes do mundo, em Portugal os números são animadores: 60% das PME está confiante de que será capaz de contratar novos colaboradores suficientes para satisfazer as exigências da sua empresa no próximo ano; 57% está satisfeita com a sua capacidade para recrutar talento; e 48% sente que está mais bem preparada para reter talento do que nos 12 meses anteriores.
Neste sentido, as PME portuguesas veem-se capazes de atrair e reter os melhores talentos: 51% acredita estar agora mais bem preparada do que nos 12 meses anteriores para abordar questões como o bem-estar dos colaboradores, e algumas começam a dar prioridade a áreas como a diversidade (14%) ou a sustentabilidade corporativa (13%) para aumentar a motivação dos colaboradores e atrair novos talentos.
Durante a pandemia, a tecnologia provou ser a alavanca que ajuda as empresas a quebrar as barreiras que têm enfrentado nos últimos meses. Olhando para o futuro, 68% das PME portuguesas está confiante nas competências digitais da sua força de trabalho e 53% acredita que estas vão, ainda, melhorar em comparação com os 12 meses anteriores.
Além disso, a transformação digital também ajuda as empresas a aumentar a sua capacidade de atrair e reter talento. Embora ainda haja um caminho a percorrer neste sentido, 18% dos empregadores portugueses acredita que aumentar o seu investimento em tecnologia os ajudará a atrair mais colaboradores qualificados, e alguns já admitem mesmo estar a pensar em investir mais em ferramentas de gestão de talento (15%) e de salários (7%).


2022-07-29 | Atualidade Nacional

DESI 2022 mostra progressos e margem para acelerar esforços


2022-07-29 | Atualidade Nacional

Preços da ORAC e ORAP descem 35% e 20%, respetivamente


2022-07-28 | Atualidade Nacional

Com aumento dos lucros em 67,1% até junho


2022-07-28 | Atualidade Nacional

Grupo regressou às perdas no 1º semestre do ano


2022-07-28 | Atualidade Nacional

Apesar da melhoria registada no 2º trimestre


2022-07-28 | Atualidade Nacional

A aplicar no âmbito do novo contrato de concessão do serviço universal


2022-07-27 | Atualidade Nacional

Abrangendo consórcio de 14 organizações


2022-07-27 | Atualidade Nacional

Num total de 64 que entraram em processo negocial


2022-07-27 | Atualidade Nacional

Com incremento da base de clientes e controlo de custos