VisionWare lança centro pioneiro de análise de ciberameaças à segurança

2022-11-28

A VisionWare, empresa tecnológica 100% portuguesa dedicada à segurança de informação, acaba de lançar um centro pioneiro de operações e análise a ameaças cibernéticas à escala mundial, denominado VisionWare Threat Intelligence Center. Este centro conta com especialistas de Portugal, Cabo Verde e Panamá.

O novo projeto surge em linha com a promulgação da Estratégia Nacional de Ciberdefesa e conta com especialistas das áreas de intelligence e cibersegurança, de três continentes onde a VisionWare detém operação. Farão a monitorização, análise e report urgente, em tempo real, para responder aos novos desafios e ciberameaças à segurança das instituições públicas e privadas.

O objetivo desta nova solução passa por estudar, reportar e alertar as instituições públicas e privadas, dos perigos da cibercriminalidade, desinformação, misinformation e deepfake, de forma a compreender as mais diversas origens das ciberameaças à segurança das empresas e organizações e combatê-las.

"O que está hoje em jogo é a nossa segurança enquanto indivíduos, as nossas empresas e instituições, e, não menos importante, os valores democráticos. O nosso novo centro de inteligência surge em consonância com o apelo do Governo, para uma maior atenção da sociedade civil face ao perigo iminente das novas ameaças e riscos globais", refere Bruno Castro, CEO da VisionWare. 

"Os ataques cibernéticos são atualmente a ‘novas' armas usadas contra a segurança como um todo para atacar infraestruturas críticas nas sociedades, pelo que a criação deste Centro permite agora agregar especialistas que, através da criação de um modelo sólido de análise em tempo real, respondem às necessidades dos nossos clientes e parceiros, em Portugal, mas também pelo mundo. Este projeto representa ainda mais um passo na estratégia e posicionamento de vanguarda da VisionWare, empresa a atuar neste setor específico desde 2005, com especial foco na proteção da segurança e na mitigação de ameaças", acrescenta.

O VisionWare Threat Intelligence Center já se encontra em pleno funcionamento e conta com especialistas de Portugal, Cabo Verde e Panamá. O centro produzirá relatórios geopolíticos relacionados com as ameaças em estudo, monitorização de atores de risco, notificações em tempo real, sempre que dados de as instituições ficarem comprometidos, e ainda, a produção de relatórios de análise e estudo perante as principais ameaças e atores, divididos por tempo e setor de risco.

Como próximo passo, torna-se fundamental capacitar as autoridades de ferramentas (e conhecimento) para o constante controlo e monitorização da deepweb/darkweb (identificação de leaks), análise de riscos de cibersegurança das infraestruturas críticas, profiling de determinados indivíduos através de técnicas de humint, deteção e defesa de ciberataques e a monitorização e supervisão contínua de determinados grupos cibercriminosos.

Reconhecida como detentora de capacidade técnica relevante por instituições portuguesas e estrangeiras ligadas à justiça e com interesse no tema da segurança da informação, a VisionWare tem estado também envolvida em diversos projetos internacionais e em consórcios apoiados pela União Europeia, sendo a empresa tecnológica portuguesa pioneira nestas áreas de atuação, e agora, a posicionar-se noutro patamar da cibersegurança na vanguarda da disponibilização de serviços diferenciadores ao nível de strategic intelligence em Portugal.


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Vencedores desta 2ª edição deverão conhecidos a 30 de março


2023-01-26 | Atualidade Nacional

Reforçando presença ibérica


2023-01-26 | Atualidade Nacional

De acordo com dados da Anacom sobre as obrigações de cumprimento dos operadores


2023-01-25 | Atualidade Nacional

Poderão gerar quase 9 mil milhões de euros de riqueza


2023-01-25 | Atualidade Nacional

AP investe 8,9 milhões de euros em cibersegurança em 2022


2023-01-20 | Atualidade Nacional

Medida está entre as prioridades já definidas na CRESAP