HP tem nova gama profissional com maior integração de IA

2024-04-11

A inteligência artificial (IA) está hoje a redefinir tudo e todos. Para aproveitar o seu potencial no reforço da produtividade e da colaboração nas empresas, cuja força de trabalho é cada vez mais híbrida, a HP acaba de anunciar uma nova gama profissional de produtos onde a integração da IA é ainda mais profunda.  Desta forma, disponibiliza soluções de colaboração e computação de alto desempenho. Abrange PC's, workstations, monitores e as soluções Poly. As novas ofertas vão começar a ser disponibilizadas a partir de maio. 
A nova aposta foi apresentada pela HP Portugal em Conferência de Imprensa. Incluiu, segundo a marca, o maior portefólio de PCs com IA da indústria, como os novos PC HP Elite, os portáteis empresariais mais avançados do mundo para colaboração; e as estações de trabalho móveis Z by HP; para desbloquear novos níveis de produtividade e criatividade.
Foi ainda lançado o AI Creation Center, a solução mais abrangente do mundo para o desenvolvimento de IA em estações de trabalho, como o Z by HP AI Studio, concebido em conjunto com as bibliotecas NVIDIA NGC, facilitando a criação de IA.
A HP expandiu também o portfólio mais vasto da indústria de soluções certificadas para salas de conferência e auscultadores, com as novas soluções Poly Studio para uma colaboração mais efetiva. E lançou a nova HP Color LaserJet Pro série 3000, que disponibiliza às PME a impressão a cores de qualidade superior da HP e com os novos toneres TerraJet mais sustentáveis. 
Como adiantou Pedro Coelho, responsável pela área de computação pessoal na HP Portugal, as empresas pensam na IA para concretizar três objetivos: melhorar as operações internas, capitalizando o poder da IA; capacitar os colaboradores e desbloquear a sua criatividade e produtividade; e melhorar a experiência de trabalho híbrida. Só assim fornecem melhores produtos e soluções. 
Com as soluções agora apresentadas, os benefícios são claros: mais rapidez, menor custo e energia, maior segurança e privacidade e mais inteligência e simplificação.  Com os nossos PC's e workstations, o paradigma muda de criar IA para criar com IA.
Destacou ainda que a nova oferta tem um desempenho melhorado com IA a vários níveis: até 80% num melhor desempenho gráfico, até 2.3x na edição de vídeo AI e uma redução de até 38% no consumo de energia em zoom. Mais: ter a IA no dispositivo evita o recurso à cloud, sendo que a tecnologia usa hardware, algoritmos e software capazes de usar dados de sensores, com consumo baixo, permitindo casos de uso inteligentes, ativos e personalizados, de acordo com as situações concretas do utilizador. Promete ainda uma segurança reforçada, com a Intel, AMD e Microsoft. E são mesmo, como destacou o mesmo responsável, os primeiros PCs empresariais do mundo a proteger o firmware contra os ataques de computação quântica.
Na área da impressão, também foram apresentadas novidades na sequência da compra da Poly pela HP, em 2022. Miguel Souto, HP Poly territory manager, apresentou o novo porfolio para a oferta empresarial, que beneficia de uma integração das soluções de colaboração. Inclui câmaras com funcionalidades mais inteligentes, capazes de fazer a escolha das imagens a apresentar numa videoconferência e adaptar os microfones utilizados nas salas de conferências, em integração com o Poly DirectorAI. 
Já Paulo Matos apresentou as novas Color LaserJet Pro serie 3000, com tecnologia de toner TerraJe. O que as torna mais eficiente em termos energéticos e com maior velocidade de impressão, assim como de redução de custo por página. Destinam-se, sobretudo, a PME.
O encontro começou com uma apresentação das grandes conclusões de um estudo realizado pela HP, o Índice de Relações de Trabalho, que explora as relações dos colaboradores com o trabalho em todo o mundo. foram inquiridos mais de 15.600 colaboradores em 12 países, entre líderes de negócio, IT decision makers e trabalhadores do conhecimento. 
As conclusões foram apresentadas por Alexandre Silveira, Marketing Manager da HP Portugal, que adiantou que, embora a relação do mundo com o trabalho seja tensa e as expectativas dos colaboradores estejam a aumentar, a IA é vista como uma chave para desbloquear melhores relações com o trabalho. Assim, revela que só 27% dos inquiridos admitem ter uma relação saudável com o seu trabalho. E mais metade entende que é a altura de repensar a relação com o trabalho.
Este diagnóstico penaliza a produtividade nas empresas, assim como a motivação e a retenção e talento. E tem impacto nas pessoas, já que afeta o seu bem-estar. O trabalho revelou ainda que a compensação é importante, mas a satisfação no trabalho é ainda considerada mais relevante. E que o futuro se baseia nas ligações emocionais entre colaboradores e as suas empresas. 
Neste âmbito, a IA tem um potencial enorme. É que a maioria dos inquiridos olha para a tecnologia como um meio de melhorar a relação com o seu trabalho e acredita que a utilização da IA pode automatizar tarefas e facilitar o trabalho. 
 


2024-05-22 | Breves do Sector

Para avançar ecossistemas de dados e IA abertos e confiáveis


2024-05-22 | Breves do Sector

Fundo Zegona nomeia novo responsável para o projeto


2024-05-22 | Breves do Sector

Em todos os sistemas de transportes públicos


2024-05-22 | Breves do Sector

Para alargar opções de escolha aos seus clientes


2024-05-22 | Breves do Sector

A um total de 92 países, incluindo Portugal


2024-05-09 | Breves do Sector

Para reforçar conveniência dos serviços