Indra equipa novo submarino da Coreia do Sul com sistema de defesa

2021-11-25 A Indra assinou um contrato com o construtor naval coreano DSME para equipar o primeiro submarino KSS III do Lote II, a ser entregue à Marinha coreana, com o seu sistema de defesa eletrónica Pegaso, que oferece uma probabilidade de quase 100% de intercetar sinais do adversário na sua banda de trabalho.

O sistema da Indra monitoriza os sinais eletromagnéticos emitidos no seu ambiente para recolher inteligência (SIGINT), combinando as funções do sistema de suporte de medição de sinais de radar e comunicações (RESM/CESM). A solução integra ambos os sensores numa única antena para aumentar a eficácia, poupar espaço e reduzir a secção do próprio radar do submarino, tornando mais difícil a deteção pelo inimigo.
Incorpora também uma receção digital de banda larga real a "True Wideband Digital Reception", que cobre instantaneamente um amplo espectro da banda de radar e comunicações, para aumentar a probabilidade de intercetar qualquer navio ou aeronave que se encontre nas proximidades do submarino até quase 100%.
Este avançado sistema irá reforçar a eficácia da Marinha coreana, a consciência situacional, a capacidade de vigilância, o reconhecimento e a dissuasão da marinha coreana em cada missão. Para além da recolha de informações de inteligência de elevado valor para toda a frota, o sistema Pegaso da Indra contribuirá de forma efetiva para o levantamento em tempo real, da Ordem de batalha Eletrónica (EOB) na área de operações.
Isto significa que os dados fornecidos pelo sistema da Indra serão de importância vital para o processo de tomada de decisões do comando e o planeamento tático da operação a ser executada pelo resto das plataformas implementadas.
A empresa irá abordar a integração de alto nível do seu sistema Pegaso com o sistema de combate (CMS) desenvolvido pela empresa coreana Hanwha Sytems. Trabalhará também com o estaleiro DSME para apoiar a marinha coreana na definição da doutrina para a utilização de sistemas de defesa eletrónica em plataformas submarinas, particularmente na área de inteligência de sinais de comunicação em áreas de conflito.
Este contrato foi adjudicado à Indra depois de ter equipado três submarinos KSS III do primeiro lote deste programa. A nova configuração do sistema Pegaso a ser implementada agora será mais sofisticada e aumentará as capacidades da nova versão melhorada do KSS III, um submarino de última geração de quase 90 metros de comprimento e capaz de deslocar mais de 4.000 toneladas submersas.
O sistema Pegaso é capaz da deteção automática e instantânea de emissões (incluindo informação precisa do ângulo de chegada), análise, classificação, identificação e gravação de sinais pulsados ou de onda contínua nas bandas de frequência radar e comunicações. Também permite gravar sinais, dados e eventos ocorridos na missão para posterior análise offline utilizando ferramentas de software específicas para análise detalhada da missão.



2022-01-20 | Breves do Sector

Oradores do líder de analítica avançada vão marcar presença no evento


2022-01-19 | Breves do Sector

Permitindo capacidade de responder a mudanças repentinas de mercado


2022-01-19 | Breves do Sector

Para estimular e reconhecer este movimento


2022-01-18 | Breves do Sector

Sérgio Silvestre é o responsável pela Claranet Labs


2022-01-18 | Breves do Sector

Operador garante que alargou liderança na nova geração móvel


2022-01-14 | Breves do Sector

Atingindo pontuação máxima em vários parâmetros