Nokia e Qualcoom colaboram na tecnologia de interoperabilidade de IA

2024-02-22

A Nokia e a Qualcomm desenvolveram um protótipo de tecnologia que poderá resolver o problema da interoperabilidade, um dos desafios fundamentais enfrentados pela utilização da IA nos sistemas wireless. Ao permitir a interoperabilidade de vários fornecedores, entre os diferentes modelos de IA usados em redes e dispositivos, os futuros sistemas sem fios suportariam o uso de IA para alcançar maiores capacidades e melhor desempenho, enquanto reduziriam potencialmente seu consumo de energia.

Os dois grupos implementaram esta tecnologia numa prova de conceito de IA usando uma rede de teste da Nokia Bell Labs e um sistema Snapdragon 5G modem-RF. Vão agora demonstrar as vantagens desta prova de conceito no Mobile World Congress 2024, que decorre em Barcelona na próxima semana, com um protótipo da solução. 

A IA e a aprendizagem automática terão um impacto significativo nas comunicações sem fios no futuro, uma vez que os modelos de IA podem otimizar o desempenho de um rádio para o seu ambiente específico. Mas para que a IA atinja todo o seu potencial na rede de rádio, os diferentes sistemas de IA utilizados pelas redes e dispositivos têm de coordenar as suas actividades. Caso contrário, estes sistemas de IA podem funcionar em contradição.

A Nokia Bell Labs e a Qualcomm Technologies adotaram uma nova abordagem à interoperabilidade da IA que utiliza uma técnica denominada ‘aprendizagem sequencial'. Utilizando a aprendizagem sequencial, a rede e o dispositivo partilham dados sobre a ligação relevantes para o treino da IA, mas não têm de partilhar o modelo de IA real. Em seguida, codificadores e descodificadores independentes utilizam esses dados para treinar separadamente a IA da rede e a IA do dispositivo. Estes codificadores e descodificadores independentes funcionam efetivamente como tradutores, permitindo que vários sistemas de IA muito diferentes partilhem os seus conhecimentos entre si.

Através da formação sequencial, estes vários modelos de IA reforçar-se-iam mutuamente, independentemente do fornecedor. Além disso, a formação sequencial também pode permitir que os telemóveis ou dispositivos sem fios de vários fornecedores, cada um com a sua própria implementação de codificador, trabalhem em conjunto com a mesma estação de base com o seu descodificador comum na rede. Isso economiza tempo no treino e ajuda na escalabilidade para futuras implantações no mundo real.


2024-04-18 | Breves do Sector

Para a indústria da construção em Portugal


2024-04-18 | Breves do Sector

Em parceria com Ageas Portugal, NOS e Google Cloud Portugal


2024-04-18 | Breves do Sector

Para otimizar as operações de auditoria e consultoria de missão crítica


2024-04-18 | Breves do Sector

Para ajudar empresas a reduzir custos


2024-04-11 | Breves do Sector

Empresa aprova novo plano estratégico até 2027


2024-04-11 | Breves do Sector

Assumindo as novas funções de imediato


2024-04-11 | Breves do Sector

Empresa realiza estudo sobre as relações de trabalho e o papel da tecnologia


2024-04-11 | Breves do Sector

Tecnologia testa situações reais em ambiente industrial


2024-04-11 | Breves do Sector

Através de rede privada 5G, no Millennium Estoril Open